SIGA O EM

Mantega: regras continuarão a ser seguidas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2014 15:31 / atualizado em 26/10/2014 15:36

Agência Estado

São Paulo - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que o mercado financeiro pode ficar tranquilo, pois, caso a presidente Dilma Rousseff seja reeleita, as regas estabelecidas serão mantidas. Depois de votar, em São Paulo, ele afirmou que o governo vai continuar estimulando a economia e fortalecendo as empresas.

"O mercado tem oscilações normais durante as eleições. Em geral, o mercado se acalma quando fecham as urnas. A instabilidade que poderia ter no mercado já foi antecipada", destacou Mantega, em conversa rápida com a imprensa.

Segundo ele, a economia brasileira está em trajetória de recuperação, com o crédito e o consumo voltando e ainda com manutenção do emprego. Mantega garantiu também que neste final do ano o País deve voltar a crescer um pouco mais, citando o pagamento do 13º salário.

Sobre as críticas da oposição em relação ao patamar da inflação, o ministro da Fazenda classificou como algo "curioso". Segundo ele, nos últimos dez anos a inflação ficou dentro dos parâmetros embora nesse período tenham existido pressões que "independem" da vontade do governo.

"O importante é que salários cresceram acima da inflação em uma década, cerca de 2 pontos a 3 portos porcentuais, dependendo da categoria, e continuamos a ser o país com menor nível de desemprego do mundo e gerando emprego", avaliou Mantega.

Ele votou durante o período da tarde na escola Pueri Domus, no bairro do Itaim, zona sul da capital paulista. O ministro estava sozinho e foi abordado por um eleitor que não estava conseguindo votar, pois o seu voto já aparecia computado e o comprovante havia desaparecido, mas posteriormente o caso foi resolvido e ele pode exercer o seu direito.

Na escola Pueri Domus, muitas pessoas idosas, algumas, inclusive que não votaram nas eleições passadas nem no primeiro turno, e ainda com necessidades especiais fizeram questão de exercer seu direito. Funcionários da escola e também do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo comentavam a maior quantidade de eleitores no local no segundo turno.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600