SIGA O EM

Celso Russomano é o deputado federal mais votado do País

Ex-candidato à prefeitura de São Paulo teve mais de 1,5 milhão de votos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 734620, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2014/10/05/576559/20141005222800926090e.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': None}]

postado em 05/10/2014 22:01 / atualizado em 05/10/2014 22:30

Agência Estado

Divulgação

O ex-candidato à Prefeitura de São Paulo Celso Russomano (PRB) tornou-se o deputado federal mais votado do País. Com 98,88% das urnas apuradas, Russomano obteve 1.501.008 votos. Embora também tenha alcançado uma votação expressiva, o palhaço Tiririca (PR) não repetiu o desempenho que teve em 2010, quando foi o mais votado para a Câmara, com 1,3 milhão de votos. Desta vez, Tiririca teve 1.002.653 votos. O pastor Marcos Feliciano (PSC), que teve uma tumultuada presidência na Comissão de Direitos Humanos da Câmara no ano passado, foi o terceiro mais votado no estado, com 392.674 votos.

Até a noite deste domingo, 5, não era possível dizer se Russomano bateria o recorde histórico de votação de um parlamentar para a Câmara dos Deputados. Em 2002, o ex-candidato a presidente Enéas Carneiro (do extinto PRONA) obteve 1.537.642 votos. Ainda assim, projeções apontam que com essa votação Russomanno pode levar pelo menos mais quatro parlamentares do PRB para a Câmara, devido ao quociente eleitoral.

Russomanno, que já foi eleito deputado em 2006, apresentou até julho deste ano o quadro "Patrulha do Consumidor", do Programa da Tarde na TV Record. Em 2012, ele concorreu à prefeitura de São Paulo, chegou a ameaçar a polarização PT-PSDB no segundo turno, mas e terminou a disputa em terceiro lugar.

Barrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com base na Lei da Ficha Limpa, o deputado federal e ex-governador de São Paulo Paulo Maluf (PP) obteve 246.446 votos. Os apoios a Maluf só serão validados caso a Justiça libere sua candidatura. Ele espera a análise de um recurso no TSE e pode ir ainda ao Supremo Tribunal Federal para tentar computar os votos.

Com 100% das urnas apuradas, o ex-governador do Mato Grosso do Sul Zeca do PT foi eleito deputado federal com 12,57% votos válidos. Mais bem votado no Estado, que tem direito a oito cadeiras na Câmara dos Deputados, Zeca pode se tornar o parlamentar com maior apoio termos proporcionais do País. Em números absolutos, o petista alcançou 160.556 votos. Votações proporcionais expressivas também ocorreram no Rio Grande do Norte. Lá, o filho do ministro da Previdência Garibaldi Alves, Walter, recebeu 12,24% dos votos válidos. Faltando 4,29% dos votos para serem apurados, ele era seguido de perto por Rafael Motta (PROS), que teve 170.083 votos (11,22%).

No Rio de Janeiro, com 99,96% das urnas apuradas, o deputado federal Jair Bolsonaro (PP) já era o mais votado do Estado, com 464.418 votos. Clarissa Garotinho (PR), a filha do ex-governador e candidato derrotado ao Palácio Guanabara Anthony Garotinho, estava em segundo lugar, com 334 mil votos. O líder do PMDB na Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (RJ), foi reeleito com a terceira maior votação em termos absolutos, com 232.543 votos. Ele é um dos cotados para assumir a presidência da Câmara no ano que vem.

O deputado federal Fraga (DEM) foi reeleito como o mais votado do Distrito Federal. Com 100% das urnas apuradas, o parlamentar obteve 155.056 votos, o que representa 10,66% dos votos válidos. O segundo mais votado na capital foi Rogério Rosso (PSD), que foi governador tampão durante a crise que se abateu na capital do País após o escândalo do mensalão do DEM. Ele alcançou 93.653 votos (6,44% dos votos válidos).

Na Bahia, o campeão de votos até esta noite era o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB), irmão do ex-ministro candidato ao Senado derrotado pelo mesmo partido Geddel Vieira Lima. Com 92,31% dos votos apurados, Lúcio alcançou 196.088 votos, ou 3,21% do total de votos válidos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Martinelia
Martinelia - 06 de Outubro às 21:52
Amei..este é o melhor para o cargo perante todos q se candidataram....