SIGA O EM

PSB e PMDB embolados na reta final da disputa em Uberaba

Lerin (PSB) tem 4,2 pontos percentuais a mais que Paulo Piau (PMDB) na pesquisa MDA/Estado de Minas. Diferença é menor que a margem de erro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/10/2012 06:00 / atualizado em 24/10/2012 07:52

Juliana Cipriani /

A primeira campanha de segundo turno eleitoral em Uberaba, no Triângulo Mineiro, promete ser acirrada até o domingo e o resultado vai depender do empenho dos dois candidatos em conquistar o maior número de indecisos. Pesquisa do Instituto MDA feita no sábado e domingo, com o registro MG 01241/2012, mostra o deputado estadual Antônio Lerin (PSB) com 41% das intenções de voto, 4,2 pontos percentuais à frente do deputado federal Paulo Piau (PMDB), que tem hoje 36,8%. Como a margem de erro do levantamento é de 4,4 pontos percentuais, Lerin pode ter entre 36,6% e 45,4%, e Piau, entre 32,4% e 41,2%, configurando empate técnico. Os eleitores que declaram votar em branco ou nulo somam 10,8% e os indecisos são 11,4%.

Os dados mostram que as intenções de voto em Lerin cresceram, enquanto as de Piau diminuíram em relação ao resultado da votação em 7 de outubro. Quando foram para o segundo turno, Piau estava à frente com 31,7% dos votos válidos e Lerin tinha 20,8%. Na pesquisa do MDA, Lerin aparece agora com 40,6% das intenções de voto no levantamento espontâneo, quando não são colocados os nomes dos candidatos. Nesse mesmo relatório, Piau aparece com 35,2%. Outros nomes foram citados por 1% dos entrevistados, enquanto 10,4% se dividem entre votar em branco ou nulo e 12,8% se dizem indecisos.

Em termos de decisão de voto, os eleitores de Paulo Piau se mostraram mais fiéis do que os de Lerin. Entre os que escolheram o peemedebista, 85,9% afirmam que a posição é definitiva, 11,9% ainda podem mudar e 2,2% não souberam responder. No caso do socialista, 82,9% não cogitam mudar de ideia, 12,7% dizem que podem mudar o voto e 4,4% não sabem.

Indecisos

Segundo o diretor do Instituto MDA, Marcelo Costa Souza, apesar da vantagem de Lerin, o quadro é confuso em Uberaba. A tendência é de que quem se decidiu por um dos dois candidatos mantenha o voto. Já o alto número de indecisos, votos brancos e nulos pode definir a eleição. “Será uma disputa bem acirrada até o dia da eleição. Basicamente 20% do eleitorado está indeciso ou vota branco e nulo, um percentual elevado diante da diferença pequena entre Lerin e Piau”, avalia o pesquisador. Apesar de Lerin ter conseguido mais votos neste segundo turno, a disputa se estabilizou. “Há agora um grupo bem indeciso que deve ser o fiel da balança”, opinou.

Lerin tem a maioria dos votos em ambos os sexos, mas leva mais vantagem entre o público masculino: 42,9% deles votam no socialista, enquanto 35,2% declaram preferência pelo peemedebista. Entre as mulheres, 39,3% dizem escolher Lerin e 38,2% optam por Piau. Quando o assunto é renda familiar, Lerin leva vantagem nas classes de renda mais baixa, vencendo entre os que recebem até quatro salários mínimos. Piau ganha entre as famílias com renda de quatro a seis salários mínimos e acima disso.

O resultado por escolaridade também mostra uma divisão de votos. Para 40,4% dos entrevistados com ensino fundamental, Paulo Piau é o melhor, contra 39,4% de Lerin. O peemedebista leva ainda mais vantagem – 43% contra 31,4% – entre os eleitores com nível superior. Já na faixa do ensino médio, Lerin vence com 46,6% das intenções de voto, contra 30,6%.

Ficha técnica

A pesquisa realizada pelo Instituto MDA em parceria com o Estado de Minas ouviu 500 eleitores de Uberaba em 20 e 21 de outubro. O levantamento tem margem de erro de 4,4 pontos percentuais para mais ou para menos e foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) sob o número MG 01241/2012 . O Estado de Minas não publica pesquisas encomendadas por candidatos.

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600