12°/ 21°
Belo Horizonte,
28/JUL/2014
  • (4) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Nível do volume morto da Cantareira segue em queda e atinge 26,4%

Agência Estado

Publicação: 18/05/2014 17:37 Atualização: 18/05/2014 17:53

São Paulo, 18 - O nível do Sistema Cantareira, conjunto de reservatórios de água usados para abastecer oito milhões de pessoas na Região Metropolitana de São Paulo, continua a diminuir. Conforme a assessoria de imprensa da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o reservatório contabiliza 26,4% da capacidade total neste domingo, 18, queda de 0,1 ponto porcentual na comparação com o nível de 26,5% de ontem. Na sexta-feira estava em 26,7%.

Desde o começo do mês até hoje até às 16h30, o acúmulo de precipitações na região é de 0,7 milímetros. Para o período, a mínima histórica era de 8,8 milímetros de chuva e a média para o mês de maio é de 83,7 milímetros, de acordo com a Sabesp. A página da internet da empresa que contém esses dados está fora do ar por problemas técnicos que, conforme a companhia, devem ser brevemente sanados.

Por conta da falta de chuva, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) autorizou o bombeamento das águas que ficam nos níveis mais profundos das represas, o chamado "volume morto", desde a última quinta-feira. Por isso, o nível do Sistema, que estava em 8,2% elevou-se para 26,7% na sexta-feira. Esse volume adicional de água já está chegando na casa dos consumidores.
Tags:

Esta matéria tem: (4) comentários

Autor: carlos bertoline
Se a queda permanecer em 0,1% ao dia, serão 1% em 10 dias, 3% em um mês, 15% em cinco meses e aí, se Deus ajudar, chegará o período de chuvas em outubro. E ainda sobraria 11,7% da capacidade total do sistema Cantareira. | Denuncie |

Autor: Valdir Evangelista Guimaraes
O Governo de São Paulo não se preocupou, agora perde o sono, né? O Prefeito de São Paulo é um despreparado e sádico. Só Bandidos na política. Se colocar todos em uma centrífuga, o produto final é merda. | Denuncie |

Autor: Josué Edson JOSUE EDSON
Com o dinheiro gasto nas obras de desvio do São Francisco (que pararam na metade), daria para despoluir o Tiete. | Denuncie |

Autor: Geraldo Geraldo
Quem diria, a "terra da garoa" sem água! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.