Traficante Menor P vivia 'o luxo e o lixo', diz delegado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 27/03/2014 20:19

Agência Estado

Rio, 27 - O delegado-chefe da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Federal, Fábio Andrade, afirmou que o traficante Marcelo Santos das Dores, de 32 anos, conhecido como Menor P, vivia "o luxo e o lixo" no Complexo da Maré. Em depoimento, o criminoso afirmou ser o dono do tráfico de 11 das 16 favelas dominadas pela facção Terceiro Comando Puro (TCP).

"A Maré é uma comunidade grande, ele flutuava por todos os lugares das favelas e poderia se esconder em qualquer ponto. Às vezes (para se esconder) tinha que dormir em um carro, na rua. Por mais que seja uma liderança, que seja o dono da comunidade, ele vivia o luxo e o lixo", afirmou. "Ele acabava vivendo dentro do carro, dentro de esgoto, dentro de bueiro. No desespero a pessoa se esconde em qualquer lugar", completou.

Defesa.

O advogado Nilson Lopes esteve na penitenciária de segurança máxima Bangu 1, onde Menor P está preso no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). Contra ele, foram cumpridos oito mandados de prisão por crimes como homicídio, tráfico de drogas, associação para o tráfico e lesão corporal.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.