20°/ 35°
Belo Horizonte,
01/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio de Janeiro já teve 16 policiais mortos em serviço em 2014 Com a execução de um soldado e um cabo ontem, cerca de 500 homens ocupam o Complexo do Alemão e a Penha

Estado de Minas

Publicação: 16/03/2014 09:35 Atualização:

Policiais do Bope iniciam treinamento para agentes do Complexo do Alemão ( (Guito Moreto/Agência O Globo)
Policiais do Bope iniciam treinamento para agentes do Complexo do Alemão (

Com a execução de dois policiais militares neste sábado %u2013 o soldado Leonardo do Nascimento Mendes, de 27 anos, da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha, e o cabo Alexandre da Costa Pereira, de 35, em Santa Cruz da Serra, 200 PMs reforçam o patrulhamento na região. Nos complexos Alemão e Penha, 300 policiais de outras UPPs participam da operação que pretende garantir mais segurança aos moradores. Ontem, por volta das 9h, criminosos atacaram uma viatura que fazia patrulhamento de rotina na localidade conhecida como Rua Quatro, na Rocinha. Ninguém ficou ferido.

Leonardo morreu depois de ser baleado por bandidos que o reconheceram em Cordovil, na Zona Norte da cidade, por volta das 6h30 de ontem. Segundo policias do 16º BPM, que atenderam a ocorrência, ele saía de uma festa na Rua Tenente Palestrine, e conversava com amigos na calçada quando foi reconhecido por homens que passavam em um carro. Ainda segundo a polícia, antes de atirar um dos homens gritou para Leonardo "perdeu, polícia". Cerca de 10 tiros foram disparados e o soldado caiu baleado. Uma segunda pessoa teria sido atingida. Já o cabo Alexandre foi baleado durante assalto a um caixa eletrônico. O policial estava lotado no 15º BPM.

Segundo o governador do Rio, Sérgio Cabral, as recentes investidas do tráfico contra a PM não vão intimidar as ações do estado. De acordo com ele, casos como o do ajudante de pedreiro Amarildo estão sendo usados como bandeira contra a política de pacificação do estado. %u201CEssas ações são uma tentativa do crime organizado de nos intimidar. Não vamos retroceder. A população sempre acreditou na política de pacificação. Tivemos episódios como o do Amarildo, em que trabalhamos para punir o erro de pouco policiais, mas fizeram disso uma bandeira contra a política de pacificação%u201D, disse Cabral durante a inauguração da Estação Uruguai do metrô, na Tijuca, ontem pela manhã.

O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, anunciou que uma companhia de instrução do Bope vai ser transferida para o Complexo do Alemão. O objetivo é não só reforçar o patrulhamento, como treinar os PMs que atuam no complexo e na Vila Cruzeiro. Além disso, as comunidades receberão mais 100 policiais experientes %u2014 e não novatos, como costumar ocorrer no programa de pacificação. Apesar dos ataques, Beltrame anunciou ainda que em maio será implantada mais uma UPP no estado.

INTELIGÊNCIA Apesar dos constantes ataques a UPPs, Beltrame afirmou que não pedirá ajuda ao Exército neste momento. Segundo ele, existe uma parceria entre as Forças Armadas e o governo do estado, mas a estratégia agora é intensificar as ações de inteligência. O secretário admitiu ainda que a ordem para atacar UPPs pode ter partido de presídios. Os principais chefes da facção que controla o Alemão estão em presídios federais fora do estado. %u201CA polícia está fazendo sua parte, mas dentro dos presídios os criminosos recebem visita íntima, familiares e advogados%u201D, disse.
Ao todo, 16 policiais militares já morreram em serviço em 2014.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.