Juiz que ironizou o CNJ na internet é internado em clínica psiquiátrica

Namorada de Marcelo Cesca diz que ele passa bem e que ainda não há previsão de saída da internação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 27/02/2014 17:18 / atualizado em 27/02/2014 21:38

Correio Braziliense

Reprodução / Instagram
O juiz federal Marcelo Antônio Cesca, conhecido após ironizar o Conselho Nacional de Justiça nas redes sociais, está internado em uma clínica psquiátrica no Lago Norte, em Brasília. De acordo com a clínica, Marcelo foi internado na terça-feira (25/2).

A namorada de Marcelo, Helen Ruth Ribeiro, disse que ainda não há previsão de saída do juiz e que tudo depende do médico. Ela garantiu, porém, que Marcelo está bem.

O caso de Marcelo ganhou repercusão nacional após o juiz divulgar uma foto na praia, em que dizia receber salário há mais de dois anos sem trabalhar.

"Eu agradeço ao Conselho Nacional de Justiça por estar há 2 anos e 3 meses recebendo salário integral sem trabalhar, por ter 106 dias de férias mais 60 dias pra tirar a partir de 23/03/14, e por comemorar e bebemorar tudo isso numa quinta-feira à tarde", disse Marcelo nas redes sociais.

Cesca atuava como juiz substituto na 15ª Vara Federal do TRF1, em Brasília, mas não exerce as atividades desde novembro de 2011, quando pediu afastamento por motivo de saúde, de acordo com a Corte. Desde então, a licença vem sendo prorrogada a pedido do próprio Cesca, de acordo com o TRF.

O juiz recebe R$ 22 mil de salário. Após os comentários, o CNJ informou, em nota, que “o afastamento do magistrado não decorreu de atuação deste Conselho, mas sim, de decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em processo que avalia a sua higidez laboral”. O conselho afirma ainda que o corregedor nacional de Justiça, ministro Francisco Falcão, pediu ao presidente do TRF1 para indicar a data da inclusão do processo na pauta de julgamentos.
Tags: