12°/ 23°
Belo Horizonte,
26/JUL/2014
  • (6) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Depoimento de suspeito de disparar rojão reforça pagamento de partidos Acusado de lançar o rojão que matou cinegrafista afirma que o PSol e o PSTU estariam entre os financiadores das manifestações

Júlia Chaib

Publicação: 14/02/2014 09:26 Atualização: 14/02/2014 09:32

Delegado Maurício Luciano, responsável pela apuração da morte de Santiago Andrade (Stefano Figalo/Futura Press/Estadao Conteudo)
Delegado Maurício Luciano, responsável pela apuração da morte de Santiago Andrade
Em depoimento prestado ontem à Polícia Civil do Rio de Janeiro, Caio Silva de Souza, 22 anos, reiterou as acusações de que partidos e organizações políticas estariam ligadas ao pagamento de pessoas para participarem de manifestações violentas. Citou nominalmente o PSol e o PSTU como financiadores da prática e disse que é preciso “investigar por dentro”. O jovem é um dos dois suspeitos de lançar o rojão que atingiu e matou o cinegrafista Santiago Andrade, durante um protesto no último dia 6. Depois de ter sido preso em Feira de Santana (BA), na madrugada de quarta-feira, Caio está preso temporariamente no Complexo Penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio, onde falou à polícia.

Em outro trecho do relato, o auxiliar de serviços gerais mudou a versão que havia dado à imprensa e afirmou não ter acendido o artefato. Quem o teria feito, segundo ele, foi Fábio Raposo, que está preso desde o último domingo por participação no mesmo crime. Caio confessou ter segurado o rojão e o posicionado no chão em direção ao efetivo policial que acompanhava a manifestação, pois era de lá que “vinha a fumaça”.

Pelo que contou ao delegado Maurício Luciano de Almeida, que investiga a morte de Santiago, Caio disse acreditar que “os partidos que levam bandeiras é que são os mesmos que pagam os manifestantes”. O jovem apontou o PSol, o PSTU e ainda o grupo político Frente Independente Popular (FIP) como os financiadores do quebra-quebra em manifestações. Disse ainda ter recebido convites para participar de tumultos durante protestos, que incluiriam verbas para a passagem de ônibus e alimentação.
Tags:

Esta matéria tem: (6) comentários

Autor: geraldo oliveira
De acordo com os depoimentos publicados, os dois estão tentando confudir as autoridades. É bem possível que haja alguém ou alguma entidade por trás das manifestções violentas. Só com o andar das investigações é que se poderá chegar a alguma conclusão. | Denuncie |

Autor: Messias Cassemiro cassemiro
Só beócios, ou comprometidos com falsos movimentos sociais não enxergam que desde meados do ano passado, as manifestações são orquestradas. Como! BH, RJ, SP, PAlegre, e outras capitais, ao mesmo tempo, reinvidicando as mesmas coisas. E sempre com o mesmo tom de baderna. Querem desestabilizar o pais. | Denuncie |

Autor: Carlos Felipe Guimaraes
E alguém tinha dúvidas? A manipulação das chamadas "massas revoltosas", com financiamento das ações de vandalismo e terrorismo, e a campanha de desmoralização das polícias e da classe média (chamada por eles de "elite burguesa neoliberal") faz parte da cartilha de TODOS OS PARTIDOS DE ESQUERDA! | Denuncie |

Autor: Antonio Alves Diniz Filho
Essa declaração deve ser muito bem apurada pois, caso seja verdade, torna-se um fato maior do que já é. É um trabalho contra a democracia de quem deveria estar lutando por ela. Coloca em xeque todos os partidos políticos. | Denuncie |

Autor: Wallace Vidigal
É o que sempre falei. O povo já tem inúmeras causas para protestar e há muito tempo. Deixar para grandes eventos se aproximarem pra fazer baderna, claramente que é político. Os partidos políticos correm a alma do cidadão brasileiro com impunidade e corrupção. Só uma revolução para resolver. | Denuncie |

Autor: João C. Silva
O problema é que vão descobrir quais os partidos e demais entidades/pessoas por trás desses vândalos, mas a nossa justiça não vai puni-los!!! A denuncia é grave, imaginem partidos incitando essa baderna, não deveria ser tolerado... mas como nossas leis são fracas, não haverá punição! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.