Governo do DF quer expulsar tenente que chamou operação tartaruga de "sucesso"

Conhecido como "tenente poliglota", o militar mantém um blog, em que publica textos insuflando os colegas a endurecer o atraso no atendimento à população

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 03/02/2014 13:26

Mirelle Pinheiro /

O policial militar Jorge Antônio Martins será alvo de investigação do Conselho de Justificação, idealizado pelo governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz. Segundo o GDF publicou no Diário Oficial desta segunda-feira (3/2), o tenente Martins ofendeu os princípios éticos e morais da Polícia Militar do DF quando concedeu entrevistas à TV Globo e à rádio CBN, comemorando o aumento da violência do DF - considerada por ele uma vitória da operação tartaruga.

Conhecido como "tenente poliglota", o militar mantém um blog, em que publica textos insuflando os colegas a endurecer o atraso no atendimento à população e não poupa críticas aos superiores. O tenente tem participação direta na criação, promoção e divulgação do movimento, segundo a publicação oficial.

Ainda de acordo com o GDF, o policial feriu a Constituição Federal, praticando ato contrário a função que exerce de proteger a população. Se for comprovada a transgressão disciplinar, o tenente pode ser transferido para a reserva. Se o ato for considerado crime, o policial será julgado. As medidas são com base na Lei nº 6.577, de 1º de dezembro de 1977.

"A categoria tem o direito de pedir melhorias, mas o movimento não pode comprometer a segurança da população. A OAB-DF, aguarda o desenrolar dos fatos para verificar se as medidas de segurança apresentadas pelo GDF foram cumpridas, caso não sejam efetivadas, a OAB irá intervir", afirmou o presidente da Comissão Criminal da OAB-DF, Alexandre Queiroz.
Tags: