13°/ 22°
Belo Horizonte,
25/JUL/2014
  • (4) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Morte de adolescente em São Paulo motiva protesto contra homofobia A Polícia Militar registrou a ocorrência como suicídio, mas o corpo de Kaique foi encontrado desfigurado em um viaduto, com uma perfuração na perna e vários machucados. A família do jovem descarta a hipótese de suicídio.

Agência Estado

Publicação: 16/01/2014 20:25 Atualização: 16/01/2014 20:43

A polícia analisa mensagens no perfil do Facebook da vítima que seriam um indicativo de depressão, mas a família acredita no crime de homofobia (Reprodução/Facebook)
A polícia analisa mensagens no perfil do Facebook da vítima que seriam um indicativo de depressão, mas a família acredita no crime de homofobia
A morte de um adolescente negro de 17 anos, encontrado em um viaduto na região central de São Paulo, levou ativistas a marcarem uma manifestação contra a homofobia no Largo do Arouche na próxima sexta-feira, 17. O corpo de Kaique Augusto Batista dos Santos foi encontrado desfigurado pela Polícia Militar, no sábado, 11, próximo a um viaduto na região da Bela Vista, na Avenida 9 de Julho. A ocorrência foi registrada inicialmente como suicídio.

A família alega que não se trata de suicídio, já que a vítima teria uma perfuração na perna com uma barra de ferro e vários machucados que indicariam tortura. O cadáver foi levado ao Instituto Médico-Legal como indigente, até ser encontrado pelos familiares. Amigos de Kaique dizem que o viram pela última vez em uma boate na sexta-feira, 10, um dia antes de o corpo ser encontrado, no Viaduto 9 de Julho. O jovem não morava mais com os pais e convivia com um casal de homens na zona norte de São Paulo.

A morte é investigada pelo 3º DP (Campos Elísios). A hipótese de suicídio continua sendo forte, segundo a polícia, já que uma queda causa grandes ferimentos. Segundo o Instituto Médico Legal o corpo da vítima ficou fora do refrigerador até quarta-feira, 14, quando a família foi indetificá-lo. O órgão afirma que havia superlotação e que, por isso, não pôde conservar o corpo de maneira adequada. A polícia suspeita de que o estado do cadáver esteja relacionado provavelmente com a decomposição e não com espancamento.

Facebook

A polícia analisa mensagens no perfil da vítima no Facebook que seriam um demonstrativo de estado depressivo. "Você se machuca com o que as pessoas fazem com você e você vive pensando em não machucar as pessoas. E aí pensa mesmo em não derrubar as pessoas da ponte enquanto elas te jogam e vocês têm que subir ela de alguma forma", diz um das mensagens.
Tags:

Esta matéria tem: (4) comentários

Autor: THiago Lobato
No Brasil vc é obrigado a gostar de algo que vc não gosta. E se reclamar dizem que é falta de respeito. | Denuncie |

Autor: Marco Pereira
Pois é...VAMOS PEDIR A PRISÃO PERPÉTUA OU NÃO? VAMOS DEIXAR ROLAR COMO ESTÁ? QUEREM APOSTAR QUE NESTA MANIFESTAÇÃO NÃO SERÁ NEM LEMBRADA A PRISÃO PERPÉTUA? VÃO PEDIR O QUE NESTA MANIFESTAÇÃO? JUSTIÇA? JUSTIÇA SE PEDE AQUI NO BRASIL HA TREZENTOS ANOS...TEM QUE EXIGIR LEIS SEVERAS COMO NOS USA. | Denuncie |

Autor: Jose Carlos Reis
Negro e gay; sabe quando vão investigar?.. nunca!; No pais da "IGUALDADE", é mais fácil dizer que foi suicídio e arquivar o processo. Isto é 'BRASIL'. Meus Sentimentos a família deste jovem. | Denuncie |

Autor: niemeyer franco
Notícia sobre preto, gay, lésbica, é motivo pra revolta, manifestação, sem que se saiba os motivos. Nada contra cor, religião, nacionalidade, mas tá na hora desse pessoal repensar o que eles querem. Vejam como surgiu o "rolézinho" em SP. Um cara à-toa, querendo se divertir. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.