18°/ 28°
Belo Horizonte,
17/ABR/2014
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Número de pessoas que saíram de casa em razão das chuvas vai a 46 mil no Espírito Santo Estado decretou situação de emergência e já contabiliza seis mortes

Estado de Minas

Publicação: 23/12/2013 19:50 Atualização: 23/12/2013 20:21

Cheia do Rio Doce em Linhares. Em algumas localidades do Espírito Santo o acesso é feito somente em barcos (Wilton Júnior/GW2 Notícias/Agência O Globo)
Cheia do Rio Doce em Linhares. Em algumas localidades do Espírito Santo o acesso é feito somente em barcos

Chegou a 46.189 o número de pessoas que precisaram deixar suas casas devido às chuvas que castigam o estado Espírito Santo. A informação foi divulgada no final da tarde desta segunda-feira, pela Defesa Civil do Estado. Desse total, 4.669 mil estão em abrigos municipais e outros 41.520 desalojados foram para casa de parentes ou amigos. A chuva também deixou vítimas fatais. Há registro de seis mortes nas cidades de Colatina, Nova Venécia, Baixo Guandu, Piraju e duas em Itaguaçu.

O governador Renato Casagrande (PSB) decretou situação de emergência em todas as áreas afetadas pelas chuvas. Em entrevista à Agência Brasil, o coordenador estadual de Defesa Civil, coronel Marcelo D'Isep, admitiu que existem centenas de pessoas isoladas ou ilhadas, principalmente no norte e noroeste do estado, a região mais atingida.

“Mas a previsão é de que continue e chover forte ao longo de toda a semana. A chuva, que castigou inicialmente o norte e noroeste do estado, já desceu para a região metropolitana, atingindo a serrana e começa a se dirigir para a região sul. No início da noite desta segunda-feira, choveu forte em Cachoeiro do Itapemirim – uma das cidades mais importantes do estado, disse o coronel.

Segundo D'Isep, cerca de 700 homens, dos quais 72 da Força Nacional de Segurança - vão trabalhar ininterruptamente pelos próximos dias, inclusive no Natal, para auxiliar as vitimas das chuvas. “A principal preocupação agora é com as pessoas que ainda se encontram isoladas e ilhadas nos municípios mais atingidos. Há necessidade de prestar assistência humanitária, fornecer alimentos, água potável, kits de higiene e abrigos improvisados nos diversos municípios do estado”.

O governador Renato Casagrande reuniu secretários de governo para acompanhar as ações tomadas em relação às fortes chuvas e para amenizar as consequências por elas causadas. Participaram do encontro, além dos secretários estaduais, representantes de órgãos federais no estado que organizam a atuação das forças de apoio aos municípios durante o Natal.

Na Grande Vitória, nas últimas 24 horas, choveu 130 milímetros, o que causou desabamento de pelo menos cinco casas, além de quedas de barreiras, principalmente na região serrana, para onde a chuva se deslocou.

Com informações da Agência Brasil
Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Marco Pereira
...e vocês não viram nada ainda. As chuvas só estão dando uma palha do que está por vir. Já foi constatado 40% a mais do que no ano passado. Imaginem... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.