15°/ 28°
Belo Horizonte,
21/NOV/2014
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Lojas vendem OxyElite Pro, suplemento proibido pela Anvisa

Correio Braziliense

Publicação: 12/01/2013 14:48 Atualização:

A empresária Renata Nogueira de Lima toma as cápsulas há um ano: perdeu 14kg no período devido ao uso do suplemento (Marcelo Ferreira/CB DA Press)
A empresária Renata Nogueira de Lima toma as cápsulas há um ano: perdeu 14kg no período devido ao uso do suplemento
Proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no ano passado, o suplemento alimentar OxyElite Pro deveria ter sido tirado das prateleiras das lojas especializadas de todo Brasil desde julho. No entanto, no Distrito Federal, o produto ainda é comercializado, principalmente fora do Plano Piloto. Segundo especialistas, a substância dimetilamilamina (DMAA) presente no produto pode desencadear diversos problemas de saúde, inclusive levar o indivíduo à morte. Na Austrália e na Nova Zelândia, a venda do suplemento também é ilegal. Assim como o OxyElite, os produtos Jack3D e Lipo-6 Black contêm a mesma substância e estão igualmente vetados no país.

Na última quinta-feira, a reportagem entrou em contato, via telefone, com 20 estabelecimentos especializados na comercialização de suplementos alimentares. A missão era verificar se o OxyElite Pro, conhecido como “potente emagrecedor”, era vendido nesses locais. Em seis lojas, o produto foi encontrado com facilidade, ao custo de até R$ 200 um frasco com 90 cápsulas. Em outras duas, embora o produto não fosse oferecido no local, vendedores disseram encomendá-lo por outras fontes. Nas demais empresas, o discurso apresentado foi similar. Atendentes informavam sobre a ausência de registro sanitário do suplemento.
Tags: celular

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Humberto Maciel
Engraçado...aki custa 60 dolares e ninguém nunca morreu por isso...apesar q a cabeça do americano não é a msm q a do brasileiro, q toma achando q é milagroso e se entope dele. | Denuncie |

Autor: Ricardo Teixeira
Existem uns 60 produtos no mercado que tem DMAA. Um dos problemas é que a substância tem vários outros nomes. O outro, é que ela não apresenta risco efetivo para pessoas saudáveis, por isso ninguém liga. Apresenta risco para quem tem probl. do coração, mas, nesse caso, até tomar um susto tem risco... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.