SIGA O EM

Foliões são flagrados fazendo xixi na rua; mau hábito é crime

'Comum' no carnaval, urinar em via pública é atentado violento ao pudor; 8 mil instalações de banheiros químicos estão disponíveis para os blocos da capital mineira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 999436, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Benny Cohen/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/02/07/732309/20160207141358495872a.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}, {'id_foto': 999437, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Paulo Filgueiras/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'Na manh\xe3 deste domingo, equipe do EM flagrou banheiros derrubados pelas ruas da capital', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/02/07/732309/20160207141737521094o.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 07/02/2016 12:20 / atualizado em 07/02/2016 20:54

Estado de Minas


Benny Cohen/EM/D.A Press
A alavancada do carnaval em Belo Horizonte trouxe, junto com a diversão, problemas típicos das cidades que comemoram a folia com furor. Trânsito impedido e difícil circulação por toda parte, lixo pelas ruas e... o terrível cheiro de xixi pelos cantos. Flagrantes de foliões urinando foram feitos pela reportagem do EM/Portal UAI, que também consultou a Polícia Militar sobre o ato.

Segundo a assessoria de imprensa do órgão, fazer xixi na rua é considerado atentado violento ao pudor. Um crime de menor potencial ofensivo, com pena inferior a dois anos.

De acordo com a PM, nesse carnaval a corporação ainda não registrou nenhum caso. Mas o procedimento indicado seria conduzir a pessoa à delegacia e registrar um Boletim de Ocorrência. A decisão fica a cargo do delegado e nesses casos normalmente o autor simplesmente assina um termo circunstancial de ocorrência, é liberado no momento, e depois responde a um processo. A pena pode ser convertida em multa. No entanto, a PM informa que trata-se de crime, não podendo ser descartada a hipótese de prisão.
Paulo Filgueiras/EM/D.A Press

BANHEIROS QUÍMICOS Na manhã deste domingo, a reportagem do EM foi procurada por um folião que estava na Praça da Liberdade à procura de um banheiro. "Procuramos na praça e no seu entorno: nada. Os prédios estavam fechados e o único prédio aberto, da Secretaria de Turismo, estava com o banheiro interditado. Estamos aqui sofrendo a falta dos banheiros, junto com as familias de foliões que vieram", disse.
Por outro lado, a reportagem do EM também flagrou banheiros químicos derrubados na cidade.

A Belotur informou que 8 mil instalações de banheiros químicos estão disponibilizadas aos blocos, sendo distribuídos conforme a demanda.

A assessoria de imprensa explica que existe, inclusive, a possibilidade de transferência de algumas unidades de regiões onde a concentração de pessoas está menor para áreas com maior público e garante que isso é informado à organização dos blocos. O problema, muitas vezes, é que os banheiros ficam localizados nas ruas laterais até mesmo para não atrapalha o deslocamento dos blocos e muitos foliões preferem 'usar' a rua do que ir até o banheiro.

A Belotur acrescenta que os banheiros estão abertos 24 horas por dia, mesmo depois de passada a concentração de determinado grupo. Ainda segundo a Belotur, foram feitas campanhas para que as pessoas usem os banheiros químicos.

RIO DE JANEIRO A capital fluminense já combate o xixi em vias públicas há mais tempo. Neste carnaval, 1040 pessoas foram multadas até agora. Entre elas, 170 mulheres e 11 estrangeiros. Somente neste domingo, 461 pessoas foram autuadas em flagrante. A multa é de R$510. As informações são da secretaria municipal de Ordem Pública do Rio de Janeiro.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Leandro
Leandro - 08 de Ferveiro às 09:09
Na , não é violento ao pudor, mas ato obsceno. Atentado violento ao pudor é um tipo penal análogo ao estupro.