SIGA O EM

Prefeito de Mariana diz que barragens da Samarco ainda são um risco para a cidade

Duarte Júnior afirmou que está preocupado principalmente com a estrutura de Germano, que é muito grande e tem "risco de 22% de rompimento"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 28/01/2016 13:29 / atualizado em 28/01/2016 14:18

Gustavo Werneck

Mariana – O prefeito de Mariana, Duarte Júnior, participa no início desta tarde, em Belo Horizonte, de audiência pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizada pela Comissão Extraordinária de Barragens. Nesta manhã, ele afirmou que a movimentação de rejeitos na Barragem do Fundão, em Bento Rodrigues, subdistrito de Mariana destruído pelo rompimento da estrutura da mineradora Samarco há quase três meses, mostra que o município ainda está sujeito a risco.

"Estamos muito preocupados com a situação em Mariana. Isso mostra que essa história não terminou e precisamos estar atentos o tempo todo, assim como a população. A Barragem de Germano, que é muito maior do que as do Fundão e de Santarém, tem risco de 22% de rompimento", disse Duarte Júnior.

CORTE NA CARNE Outra preocupação do prefeito é com a saúde financeira do município. Em fevereiro, a receita de Mariana vai cair, com a perda de cerca de R$ 3 milhões referentes à Compensação Financeira para Exploração Minerária (Cefem) da Samarco, sendo necessário um "corte na carne", com previsão de dispensa de cerca de 400 funcionários – a Prefeitura de Mariana emprega cerca de 3,2 mil pessoas.

Duarte Júnior explicou que, quando assumiu a prefeitura, em junho, havia uma arrecadação de R$ 20 milhões e gastos de R$ 26 milhões. "Cortamos tudo o que podíamos para equilibrar as finanças e chegamos ao patamar de R$ 20 milhões por R$ 20 milhões. Agora, com a perda da Cefem, teremos que cortar ainda muito mais", disse.

No encontro na ALMG, que conta com a presença de representantes de comunidades afetadas pela lama, o prefeito vai propor aos deputados que votem a dotação de emendas parlamentares para Mariana. As verbas serão usadas na construção de unidades básicas de saúde, extensão da rede de saneamento, mananciais para captação de água e outros programas.

Vídeo do Ministério Público Federal (MPF) flagrou movimentação de rejeitos na Barragem do Fundão. Assista:

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600