SIGA O EM

Banda Pearl Jam doa 100 mil dólares para atingidos por tragédia brasileira

Durante show realizado em Belo Horizonte, no mês passado, músicos prometeram doar ajudar da apresentação para a cidade de Mariana

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 967190, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Twitter/Reprodu\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'Publica\xe7\xe3o da banda Pearl Jam indica doa\xe7\xe3o de 100 mil d\xf3lares', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/12/01/713283/20151201192538823201e.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 01/12/2015 19:21 / atualizado em 01/12/2015 20:10

Rodrigo Melo

Twitter/Reprodução
A banda americana Pearl Jam doou US$ 100 mil para ajudar as cidades atingidas pelo rompimento da Barragem de Fundão, da Mineradora Samarco, no dia 05 de novembro, em Mariana, na Região Central de Minas. A doação equivale a R$ 382.715,00, considerando os valores das moedas nesta terça-feira. A informação foi divulgada na conta dos músicos no Twitter.

Na publicação, a banda assina uma carta como 'Pearl Jam + Fans, with love', se referindo à parte arrecadada "com amor" dentre os valores pagos pelos ingressos dos shows. De acordo com o site da fundação Vitalogy Foundation, criada pelos membros do Pearl Jam e seus empresários, para cada ingresso vendido, US$ 2 são destinados para a organização. Em poucos minutos, a postagem já tinha sido compartilhada centenas de vezes. Na maioria das respostas, muitos brasileiros agradeceram à doação com um 'muito obrigado'.

As buscas por pessoas desaparecidas continuam, faltando quatro dias para o desastre completar um mês. No último boletim, divulgado nesta terça-feira, ainda constam os nomes de oito pessoas que são procuradas - 5 funcionários da mineradora e 3 moradores das comunidades atingidas. Os óbitos relacionados à tragédia já são 11, de um total de 13 confirmados (dois ainda aguardam identificação).

Show em BH


Na apresentação do grupo, realizada no dia 20 de novembro no Mineirão, o vocalista Eddie Vedder condenou as ações e o desrespeito das empresas pelo meio ambiente. “É duro quando grandes empresas usam e abusam de terras apenas para lucrar, sem nenhum respeito pelo meio ambiente.”


“Acidentes tiram vidas, destroem rios e, ainda assim, eles conseguem lucrar. Esperamos que sejam punidos, duramente punidos, e cada vez mais punidos, para que nunca esqueçam o triste desastre causado por eles”, continuou o cantor, referindo-se à tragédia de Mariana.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600