SIGA O EM

Prefeito prevê caos em Mariana sem dinheiro da Samarco

Duarte Júnior criticou a mineradora que suspendeu pagamento a funcionários e servidores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/11/2015 10:53 / atualizado em 28/11/2015 11:30

Gustavo Werneck , Carolina Cotta

Euler Júnior/EM/D.A Press
A decisão da Samarco de não pagar fornecedores e funcionários na segunda-feira, anunciada na noite de sexta-feira, por causa do bloqueio de suas contas, determinado pela Justiça, “vai provocar o caos em Mariana. “A afirmação é do prefeito Duarte Júnior, que criticou duramente a mineradora: "A empresa falhou ao emitir esta nota. Imaginem a situação dos donos de hotel, quem serve refeição, enfim, todo mundo que precisa receber. O problema do bloqueio deve ser resolvido com o MP, a Justiça", disse.

O prefeito também considerou a ação da mineradora um gesto extremo e desnecessário, pois havia um canal de diálogo da administração municipal com a Samarco. “As conversas com a empresa estão fluindo bem, não precisava disso”, afirmou Duarte Júnior.

Já o promotor de Justiça Guilherme Meneghim acredita que a Samarco não vai demorar a quitar seus compromissos com fornecedores e empregados. "Ela tem recursos aplicados no exterior e deve cumprir seus compromissos. Semana que vem, tenho certeza, ela vai saudar as dívidas." Ele também considerou desnecessário o comunidado oficial da mineradora

NOTA O comunicado oficial da Samarco informando sobre o não cumprimento de seus compromissos financeiros com fornecedores e funcionários foi publicado no site da mineradora. A empresa alega que, “devido à manutenção da ordem de bloqueio de suas contas bancárias por pedido em ação judicial proposta pelo Ministério Público de Minas Gerais em Mariana, e autorizado pelo juízo desta cidade, solicitou adiamento do prazo para efetuar o depósito relacionado ao Termo de Compromisso firmado com este ministério e o Ministério Público Federal. Assim como o depósito, a empresa também não poderá cumprir os compromissos financeiros com seus funcionários e fornecedores.

A Samarco informou ainda que já solicitou liberação ao juízo de Mariana e continua tomandas medidas legais cabíveis para o desbloqueio das contas e, tão logo a situação seja regularizada, todos os seus compromissos financeiros serão cumpridos. No comunicado, a empresa ainda se desculpa pelo transtorno causado, principalmente a seus funcionários e fornecedores e reforça que as medidas para a regularização dos pagamentos não estão sob sua alçada.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
JOSE
JOSE - 28 de Novembro às 15:01
Gostaria de saber onde Mariana aplicou os impostos recebidos, desde o início das operações da mineradora.
 
Marcelo
Marcelo - 28 de Novembro às 20:43
O caso aqui é outro. Deve querer reverter o jogo porque deve ser funcionário dessa empresa IMUNDA.
 
Antonio
Antonio - 28 de Novembro às 11:58
Como não tem dinheiro? E os 2,8 bilhões de lucro só no ano passado?