SIGA O EM

Cai para 25 número de desaparecidos na tragédia de Mariana

Além do corpo de um funcionário identificado no domingo, dois moradores foram encontrados com vida em hotéis da região

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/11/2015 14:55 / atualizado em 10/11/2015 12:19

Estado de Minas


Conforme boletim divulgado no início na tarde desta segunda-feira pela Prefeitura de Mariana e Corpo de Bombeiros de Belo Horizonte, caiu de 28 para 25 o número de desaparecidos na tragédia decorrente do rompimento de duas barragens da Samarco, na última quinta-feira, no município de Mariana.

Na noite desse domingo, foi identificado o corpo de Sileno Narkievicius de Lima, de 47 anos, funcionário da Integral Engenharia, e retirado da Barragem do Fundão. Com isso, o número de trabalhadores da Samarco e empresas tercerizadas caiu para 12.

Já entre os moradores, foram encontradas duas pessoas em hotéis, caindo para 13 a quantidade de moradores desaparecidos.

Prefeitura de Mariana/Reprodução


Outros dois corpos, ambos do sexo masculino e ainda não identificados, foram necropsiados em Ponte Nova e encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte. Três pessoas continuam internadas no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, também na capital mineira.

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) participa, em Mariana, do trabalho de atualização da lista de desaparecidos e realiza ações para restabelecer o fornecimento de água e luz. Equipes especializadas trabalham ainda no resgate de animais em risco, que estão sendo medicados e encaminhados a um abrigo municipal.

O número de desabrigados ultrapassa 600 pessoas (601), que já estão hospedadas em hotéis da região. Foram reforçadas ações de transporte por helicópteros de mantimentos e medicamentos nas comunidades isoladas no município de Barra Longa. Nesta cidade está sendo feita a elaboração do Formulário de Informação de Desastre (Fide), assim como o restabelecimento do acesso à Gesteira, distrito de Barra Longa.

No município de Rio Doce, a Cedec dá apoio na busca de alternativas para o restabelecimento da ordem.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Defesa Civil, Exército, Polícia Ambiental e prefeituras municipais continuam os trabalhos de busca nas comunidades de Mariana, Barra Longa e Rio Doce, atingidas pelo rompimento das barragens. Bombeiros fazem varreduras nas áreas atingidas, com apoio de cães treinados para a atividade. Um grupo especializado em soterramentos está concentrado nas buscas aos desaparecidos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600