SIGA O EM

Montes Claros vai construir barraginhas para captação de enxurradas

Medida ajuda pequenos produtores a enfrentar os períodos de estiagem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 804994, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Secretaria Municipal de Agropecu\xe1ria de Montes Claros', 'link': '', 'legenda': 'Constru\xe7\xe3o de reservat\xf3rio no Distrito de Riacho Fundo visa recuperar len\xe7ol fre\xe1tico e enfrentar estiagens', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/02/24/620899/20150224003558600056i.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 24/02/2015 06:00 / atualizado em 24/02/2015 07:12

Landercy Hemerson

Secretaria Municipal de Agropecuária de Montes Claros

A construção de barraginhas para captação de enxurradas tem ajudado os pequenos produtores rurais de Montes Claros, no Norte de Minas, a enfrentar o verão de poucas chuvas e a temível estiagem do inverno na região. Não se trata de uma ideia inédita no município, mas dessa vez ganhou atenção especial da prefeitura, que pretende fechar o ano com 3 mil pequenos lagos com capacidade entre 50 mil e 400 mil litros de água, segundo previsão do secretário municipal de Desenvolvimento Sustentável, Agricultura e Agropecuária, Ildeu Maia. “O primeiro objetivo é recuperar o lençol freático com a contenção dessa água de chuva, que será absorvida pelo solo. Os reservatórios estão sendo construídos próximos aos cursos de rios e nascentes, para preservá-los e beneficiar outras regiões”, explicou Maia.

A mais recente investida da prefeitura foi no Distrito de Riacho Fundo, onde nos últimos 40 dias foram construídas 18 barraginhas. “Para nossa comunidade foi uma conquista, pois 70% da renda econômica do distrito provém da agropecuária. Já conseguimos resultados positivos, depois de uma chuva recente, com o armazenamento total de uma barraginha e parcial das demais”, destacou o presidente da Associação dos Pequenos Produtores de Riacho Fundo, Adenilson Leite dos Santos. “Imagino que este ano vamos enfrentar a estiagem em melhores condições, principalmente se tivermos mais chuvas contínuas entre março e abril, sem que o rio sofra com o assoreamento”, prevê.

De acordo com Ildeu Maia, a implantação das barraginhas na área rural do município já teve bons resultados em outros distritos. “Em São Domingos, onde a agricultura familiar e pequenos produtores abastecem programas sociais alimentares, esses reservatórios, construídos há cinco anos, conseguiram minimizar os danos das duas últimas estiagem, principalmente, para a fruticultura. Várias nascentes foram recompostas numa área de vales. Além da construção de novas barraginhas, vamos recuperar aquelas que foram assoreadas”.

Segundo Maia, a expectativa inicial é de contenção do volume pluvial para recuperação do lençol freático. “Porém, se no período de estiagem esse lagos ainda tiverem volumes de água, poderão hidratar os animais, entre outros usos”.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600