SIGA O EM

ENEM

Entenda como funciona sua nota no ENEM

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/07/2015 18:43 / atualizado em 01/07/2015 19:16

Prof. Raphael Xanchão



A maioria dos estudantes que fizeram ou irão fazer o ENEM não entendem e questionam muito a nota da prova.Isso por quê a maioria dos estudantes estão habituados com a Teoria Clássica de Avaliação (TCA) onde a nota de uma prova ou teste leva em consideração apenas o número de acertos do respondente.

Estudos mostram que esse tipo de avaliação possui várias deficiências pois não consegue distinguir alunos mais proficientes dos menos proficientes com eficiência. Esse fato ocorre pois alunos menos proficientes fazendo uma avaliação mais fácil pode obter o mesmo número de acertos que alunos mais proficientes fazendo uma avaliação com um nível de dificuldade maior.

Wilson Dias/ABr

Com objetivo de corrigir essas deficiências foi desenvolvido, a partir de estudos estatísticos, a TRI (Teoria de resposta ao Item) que é um modelo que verifica o aproveitamento do candidato a partir de três parâmetros : parâmetro de discriminação, parâmetro de dificuldade e parâmetro de acerto casual.

A partir desses parâmetros a TRI é capaz de verificar a qualidade identificadora não só de cada item com também da prova como um todo. Nessa perspectiva, o candidato que possui um gabarito " coerente" , acertando as questões mais fáceis e errando questões mais difíceis, tem uma nota final maior que um candidato que não possui tanta "coerência" (errando questões mais fáceis e acertando questões mais difíceis), mesmo que o número de acertos seja o mesmo.

Você pode estar perguntando: " Como se classifica questões como "fácil" , "média" ou "difícil"?

A resposta vem de uma análise estatística onde a classificação é obtida através do que os especialistas chamam de "pré - teste". Esse "pré - teste" é realizado aplicando -se previamente questões a amostras estatisticamente apropriadas de estudantes utilizando a mesma escala de proficiência.

Otniel Souza

É válido observar que para o candidato ter sucesso na prova do ENEM ele precisa ter uma boa estratégia de resolução. Em média um aluno possui três minutos para responder um item(questão), uma boa dica é procurar resolver as questões mais simples primeiro deixando as mais difíceis por último pois questões mais simples normalmente serão resolvidas em menos de três minutos criando uma espécie de tempo extra para as mais difíceis, além disso, garantindo o acerto das questões mais fáceis o candidato irá obter um gabarito mais "coerente" aumentando a probabilidade de tirar uma boa nota.

Por fim é válido alertar aos candidatos que "chutar" é sempre melhor que deixar uma questão em branco pois "chutando" existe a possibilidade de acerto e, mesmo que o modelo da TRI identifique seu acerto com "chute", haverá pontuação positiva.

Raphael Xanchão é professor de matemática do Percurso Pré-vestibular e Enem.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600