SIGA O EM

Estudante mineiro tem projeto selecionado e lança campanha para ir a evento nos EUA

Aluno do curso de engenharia bioenergética, que teve projeto selecionado por universidade norte-americana, arrecada recursos para participar do evento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/06/2015 06:00 / atualizado em 24/06/2015 07:34

Landercy Hemerson

ROMEU ARCANJO/PORTAL MINUTO MAIS

O desafio pelo reconhecimento do talento brasileiro pelas instituições universitárias internacionais vai além das boas ideias. Pelo menos é o que o estudante mineiro João Vitor Chaves Silva, de 21 anos, do curso de engenharia bioenergética da Fumec, está enfrentando, porque não tem recursos financeiros para participar do MITx Global Entrepreneurship Bootcamp, evento promovido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), universidade dos EUA que está entre as líderes mundiais em ciência, engenharia e tecnologia. Ele iniciou campanha na internet para arrecadar o dinheiro.

O evento será realizado de 23 a 28 de agosto, em Cambridge, em Massachusetts, e tem o objetivo de promover experiências de inovação empresarial para um painel de investidores. João Vitor apresentou um dos 50 projetos empreendedores selecionados em todo o mundo. Aluno do 7º período de engenharia bioenergética da Faculdade de Engenharia e Arquitetura (FEA) da Fumec, ele desenvolveu um software em parceria com a colega Carolina Morimoto, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), que judar pessoas que buscam iniciar um empreendimento.

“O projeto se chama Montain Wolves. Queríamos unir universitários a empreendedores experientes para transformar boas ideias em grandes negócios. Mas percebemos que os problemas dos estudantes na hora de criar um negócio eram comuns em diferentes projetos. Para dúvidas e erros que se repetiam, encontramos um padrão e iniciamos o desenvolvimento de um software que auxilia pessoas sem noção empresarial e de gerenciamento a criarem o modelo ideal e empreendimento para suas ideias”, explicou Silva.

De acordo com ele, a seleção do Montain Wolves, entre dezenas de projetos de todo o mundo, rendeu-lhe o convite para ir aos EUA participar do MITx Global Entrepreneurship Bootcamp, a fim de aprender mais sobre empreendedorismo. “Além de encontrar outras pessoas com projetos interessantes, há uma troca de experiências, aprendizado e, quem sabe, até mesmo encontrar um patrocinador para levar o Montain Wolves e nossa cultura empreendedora a outras pessoas”, planeja João Vitor.

Para driblar a falta de recursos, em torno de R$ 30 mil para viajar e participar do evento, o estudante iniciou uma campanha de crowdfunding, na plataforma Kickante. No site http://www.kickante.com.br/campanhas/montain-wolves-leve-um-lobo-ao-mit, João fala com entusiasmo do projeto e da participação no MITx. “A campanha acaba em16 de julho. O último balanço apontava arrecadação de R$ 8,7 mil.

“As doações começam em R$ 10 e todos vão receber ‘recompensas’, que vão de um livro à palestra para empreendedores sobre as novidades que serão apresentadas no evento. Conto com a ajuda das pessoas e empresas, para levar nossa propostas, representando o Brasil e sua comunidade empreendedora para uma das mais conceituadas universidades do mundo”, lembra João Vitor. Caso as doações não atinjam o patamar previsto, os recursos arrecadados serão devolvidos.

Fundada em outubro de 2013, a plataforma Kickante já lançou mais de 2 mil campanhas e captou mais de R$ 8 milhões. Foi a primeira a trabalhar com campanhas flexíveis, ideais para projetos que não têm um valor mínimo e podem ser beneficiados a partir de qualquer valor arrecadado.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
dirceu
dirceu - 24 de Junho às 10:11
Gostaria de saber onde está o Ministério da Educação nesta hora? Por qual razão não dão uma bolsa específica para este jovem? O governo do PT faz uma propaganda danada -- principalmente antes da eleição -- do ciências sem fronteiras. Pois bem, aparece um jovem com talento e precisa demonstrá-lo la fora e não tem um minguado tostão do atual governo. Não dá para entender!