SIGA O EM

Prorrogada inscrição para estrangeiro no Ciência Sem Fronteiras

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/04/2014 17:07 / atualizado em 09/04/2014 17:33

Agência Estado

O governo federal prorrogou até a próxima terça-feira, 15 de abril, o prazo de inscrição para pesquisadores internacionais atuarem no Brasil por meio do programa Ciência Sem Fronteiras, segundo informações da Agência Brasil. O prazo para envio das propostas fixado inicialmente se encerrava na última segunda-feira, 07.

Os benefícios são destinados às modalidades "Pesquisador Visitante Especial" e "Atração de Jovens Talentos". As propostas apresentadas pelos interessados devem estar vinculadas a programas de pós-graduação no País recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Os projetos aprovados devem ter início em 16 de junho. O objetivo, segundo o governo, é incentivar a atração de cientistas renomados e líderes de grupos de pesquisa no exterior para o Brasil. As inscrições podem ser feitas no site do Ciência Sem Fronteiras (http://www.cienciasemfronteiras.gov.br).

Para a modalidade "Pesquisador Visitante Especial", a bolsa ofertada é de R$ 14 mil. Também são oferecidos aos selecionados auxílios-deslocamento e à pesquisa, bolsa de doutorado sanduíche no exterior e bolsa de pós-doutorado no Brasil. A duração do benefício varia de dois a três anos.

Nessa modalidade, o edital exige permanência mínima de 30 dias e máxima de 90 dias no País a cada ano do projeto. As bolsas "extras", segundo o governo, tem o objetivo de manter as pesquisas no Brasil e o contato com o pesquisador durante sua o período em que estiverem fora do País.

Já para a modalidade "Atração de Jovens Talentos" são oferecidas bolsas mensais que variam entre R$ 4,1 mil e R$ 7 mil, dependendo do nível e perfil do pesquisador selecionado. Está prevista também a concessão de auxílios-instalação e ajuda para deslocamento e pesquisa.

O benefício é voltado para fixação, no Brasil, de jovens pesquisadores de talento que residem no exterior, assim como para brasileiros ou estrangeiros. A duração do projeto varia entre 12 e 36 meses. A previsão para as duas modalidades disponíveis é conceder aproximadamente 255 bolsas.

O programa Ciência sem Fronteiras é desenvolvido em conjunto pelos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Educação (MEC). O projeto prevê utilização de bolsas para promover intercâmbio tanto de alunos brasileiros no exterior quanto para atrair pesquisadores estrangeiros para parcerias com brasileiros.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.