SIGA O EM

Comunicado da Capes gera polêmica entre mestres e doutores

Aviso pede que a comunidade acadêmica evite solicitação de recursos para realização de conferências, palestras, congressos nas cidades-sede durante a Copa 2014

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/01/2014 08:15 / atualizado em 28/01/2014 08:21

Estado de Minas

Um comunicado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) está dando o que falar entre membros da comunidade acadêmica no Brasil. Pelo Facebook, mestres e doutores de universidades públicas e privadas polemizaram o aviso que solicita “a toda a comunidade acadêmica que busque evitar apresentar propostas de solicitação de recursos ao Programa de Apoio a Eventos no País (PAEP) para realização de conferências, palestras, congressos e outros eventos a serem planejados para realização nas cidades-sede da Copa do Mundo”.

Segundo a Capes, a recomendação é do Ministério da Educação em virtude da realização do Mundial. Ainda de acordo com a Capes, a medida se justifica pelo elevado custo das passagens aéreas, altos valores praticados pela rede hoteleira e demais dificuldades logísticas inerentes ao período, aí incluída a dificuldade para reserva de hotéis e aquisição de passagens aéreas.

Nas redes sociais, membros da comunidade acadêmica comentaram contra: “Vai ter Copa, mas não vai ter pesquisa”, “Eita Brasil! Assim você me mata!”, “E o Brasil que pensa vai parar por causa da Copa do Mundo.", ” Todos os investimentos voltados para Copa do Mundo e enquanto isso políticas públicas básicas sofrem. E assim estagnamos no terceiro mundismo porque em nosso país o futebol é muito mais rentável do que a produção de ciência e tecnologia”.

Outros opinaram a favor da Capes: “tem um monte de malandro querem marcar congresso nas cidades sedes para ir ver os jogos com dinheiro público, quem nem o Barbosa fez”, “me parece bastante razoável e racional. Isso dai é histeria anti-copa”, “Questão é que vai ficar tudo + caro nessa época, infelizmente, ai gastar 3k com uma palestra, podendo esperar um mes e gastar 1,5k, acaba sendo, aparentemente, razoável a questão”.

Tags: