SIGA O EM

Mulher do goleiro Bruno se irrita com a presença da imprensa; veja vídeo

Ingrid Calheiros se irritou e disse a jornalistas para 'procurar o que fazer'. O episódio ocorreu antes de o goleiro se entregar na delegacia da cidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1119287, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'TV Alterosa/Reprodu\xe7\xe3o ', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/04/27/865518/20170427152523226678a.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 27/04/2017 15:09 / atualizado em 27/04/2017 22:21

Larissa Ricci

A mulher do goleiro Bruno, Ingrid Calheiros, se irritou com a presença de jornalistas na porta do hotel onde ficam hospedados os jogadores do Boa Esporte, na manhã desta quinta-feira, em Varginha, no Sul de Minas.

Abordada, ela disse aos repórteres para "procurar o que fazer". O episódio ocorreu antes de o goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza, de 32 anos, se apresentar à delegacia Regional de Varginha, por volta das 14h. Ao ser perguntada por Bruno, Ingrid respondeu com ironia: "Ele está ótimo. Você acha que ele está ótimo, né?". O vídeo é da TV Alterosa - Sul de Minas.

Na terça-feira, os ministros da Primeira Turma do STF revogaram a liberdade de Bruno por 3 votos a 1, analisando um recurso impetrado pela mãe de Eliza contra a soltura do goleiro. Antes disso, em 24 de fevereiro, o ministro Marco Aurélio Mello havia concedido um habeas corpus ao goleiro, dando a ele o direito de aguardar o julgamento de recurso contra sua condenação em liberdade.

O mandado de prisão do goleiro foi expedido nesta quinta-feira pelo Tribunal do Júri de Contagem e foi encaminhado para a Comarca de Varginha, no Sul de Minas, onde Bruno joga pelo Boa Esporte e vive com a mulher. Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), um juiz de Varginha encaminhou o documento à Polícia Civil.

 

(RG) 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
alvaro
alvaro - 28 de Abril às 11:08
Tem que ficar irritada mesmo, só pergunta idiota
 
Francisco
Francisco - 27 de Abril às 21:39
A imprensa está cumprindo o papel dela de informar. Não se deve criticar quando está se exercendo legalmente o direito ao trabalho. O Bruno naturalmente está passando por um período difícil, mas é preciso compreender que o material jornalistico é livre.
 
Helena
Helena - 27 de Abril às 18:13
Dobre a sua língua para falar assim com a imprensa. Você que deveria ter pensado antes de se envolver com um marginal. Vocês se merecem.
 
PorTutatis
PorTutatis - 27 de Abril às 17:25
Tadinho....
 
Alexandre
Alexandre - 27 de Abril às 17:08
Essa não era a educação que a crente ai passava ate dias atrás! Nada como um dia após o outro. Já dizia o sábio!