SIGA O EM

Juiz de Montes Claros volta a se posicionar contra transferência de Bruno

Francisco Lacerda Figueiredo é contrário à transferência do ex-atleta para o município. Magistrado que seu objetivo é colocar fim à superlotação da unidade prisional

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/04/2014 06:57 / atualizado em 16/04/2014 07:00

Landercy Hemerson

O juiz da Vara de Execuções Penais de Montes Claros, Francisco Lacerda de Figueiredo, se manifestou contrário a nova tratativa dos advogados do goleiro Bruno Fernandes de Souza, de 29 anos, para transferência do detento para o presídio de Montes Claros, no Norte de Minas. Os defensores pediram uma permuta, quando o preso da cidade seria transferido para a Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, para que o atleta seja levado para lá. O magistrado afirmou, na noite de terça-feira, que seu objetivo é colocar fim à superlotação da unidade prisional, que tem capacidade para 592 internos e abriga atualmente 1.036.

Os advogados do ex-goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza, de 29 anos, entregaram na terça-feira ofício na Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) pedindo sua transferência para a penitenciária regional de Montes Claros, no Norte de Minas. O documento destaca que o juiz Wagner Cavallieri, da Vara de Execuções Penais de Contagem, na Grande BH, não se opõe à transferência do atleta. Bruno foi condenado a 22 anos e três meses de prisão pelo assassinato da ex-amante Eliza Samudio, em 2010, com quem teve um filho.

De acordo com o advogado Tiago Lenoir, além do ofício, foi encaminhado ao subsecretário Murilo Andrade cópia de comprovante de endereço de Ingrid Calheiros, atual mulher do ex-jogador, em Montes Claros, e documento que atesta que a penitenciária da cidade matriculou internos em 25 de março, mesmo sob alegação de superlotação. Em 28 de fevereiro, Bruno assinou contrato de cinco anos com o Montes Claros Futebol Clube, equipe que disputa o Módulo II do Campeonato Mineiro.
Tags: