SIGA O EM

Dayanne cobra indenização depois de ficar presa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 512051, 'arquivo_grande': None, 'credito': 'Euler Junior/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'Dayanne Rodrigues foi absolvida pela Justi\xe7a', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2013/03/09/355758/20130309072651540142e.jpg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': None}]

postado em 09/03/2013 07:23

Guilherme Paranaiba

Euler Junior/EM/D.A Press
Depois de conquistar a absolvição de Dayanne Rodrigues de Souza, considerada inocente do crime de sequestro e cárcere privado do bebê Bruninho Samudio, a defesa da ré pretende mover uma ação na esfera cível por danos morais e materiais sofridos pela ex-mulher do goleiro Bruno durante os quatro meses em que ela esteve presa em 2010. Os advogados entendem que Dayanne sofreu prejuízo moral muito grande enquanto esteve na cadeia, já que ficou longe das duas filhas ainda crianças e também alijada do mercado de trabalho.

Para o advogado Tiago Lenoir, que representou a acusada no Tribunal do Júri de Contagem, na Grande BH, sua cliente foi vítima pelo fato de ter sido encarcerada sem provas. “Nós convencemos a promotoria da inocência da ré e por isso ficou provado que não havia motivos para ela ser presa”, avalia Lenoir. O advogado sustenta que a ação será movida contra o Estado e vai pedir reparação de danos materiais e morais. “Do ponto de vista do material, vamos alegar que ela deixou de ganhar dinheiro por conta do tempo que ficou sem trabalhar. Já falando de questões morais, nosso entendimento é que ela sofreu bastante, principalmente pela distância que teve que manter das filhas”, acrescenta.

A defesa de Dayanne ainda não definiu o valor que será pedido no processo. Para isso, os advogados vão se reunir com a ex-mulher de Bruno para chegar à estimativa sobre a indenização. “Tudo indica que vamos ingressar com essa ação na esfera cível daqui a 10 dias, que é quando se encerra nosso prazo para recurso sobre a sentença proferida”, completa Tiago Lenoir. Tanto a defesa quanto a promotoria já declararam que não vão recorrer da decisão criminal, mas a assistência de acusação, que discordou do pedido de absolvição proposto pelo Ministério Público, revelou que fará representação no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) pedindo a condenação de Dayanne.
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
and
and - 05 de Abril às 13:47
Você merece ficar presa... e tá querendo dinheiro! brincadeira, né... vc temque ir para a prisão, isso sim.
 
GERALDO
GERALDO - 20de Março às 19:59
ela esta querendo de mais indenização por esta presa,no caso da eliza samudio,ela estava com a criança porque eu vi ela com a criança.ou ela vai falar que não esteve com a criança,no dia que foi presa,tomara que muder a sentença ela toma cadeia.
 
Maria
Maria - 09de Março às 16:40
Eu fiz um comentario ha muito tempo e nao esta aqui.
 
elias
elias - 09de Março às 13:55
Cuidado DONA não vai ao pote com muita sede que ele seca, você deu sorte e isso pode mudar? não acredito q vc não sabia de nada ou q foi intimidada.
 
Cristina
Cristina - 09de Março às 13:24
Coitada da Dayanne, ADVOGADOS precipitadospor não esperarem oprazo vencer abriram a boca e o olho do ESTADO. Ministério Público, revelou que fará representação no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) pedindo a condenação de Dayanne.
 
rafael
rafael - 09de Março às 13:16
Isso tudo e culpa do governo pq se aplica-se a lei de verdade ela não estaria saindo rindo e ainda ganhando direito,agora ela tava la e vai diser que nao sabia francamente e igual fala cadeia e pra pobre e tem razão ta comprovado todos podem ver cadeia somente pra pobre
 
Nilson
Nilson - 09de Março às 12:45
Existem comentários sim. É que censuraram. O que eu disse demais? Que o Judiciário anda a reboque do Jornalismo? Mentira? Poupem-nos, por favor.
 
Saulo
Saulo - 09de Março às 12:30
kkkkk quem pagará os erros da Policia Civil, e do Judiciario será o povo..!! Ela deve estar morrendo de rir..!! No final da novela.....kkkkk todo mundo levou de 15 a 30 anos e éla ficou com a bolada..!!! essa burrada da policia..vai para a historia..
 
Ricardo
Ricardo - 09de Março às 11:17
Realmente, o amadorismo desses advogados é coisa de outro mundo...é posição consolidada na jurisprudência desde a época de Dom Pedro que o encarceiramento preventivo não gera direito a indenização, ainda que a pessoa seja absolvida no futuro. Do contrário, o Estado n prenderia ninguém. Mto amadorismo
 
niemeyer
niemeyer - 09de Março às 11:06
Caso o Estado seja instado a pagar, que seja o pagamento feito através do salário do delegado Edson Moreira. Será culpa dele. Trabalhou mal desde o início. Quis aparecer mais que os suspeitos. Aliás, apareceu muito: foi eleito em BH.
 
alvaro
alvaro - 09de Março às 10:24
se eu voce esta moça, ficaria quietinha, vai trabalhar, arrumar, um emprego, fazer umas faxinas, que é o melhor
 
Nilson
Nilson - 09de Março às 09:56
Tem que ser indenizada sim. Nosso Judiciário é uma vergonha. Move-se pelo oba-oba gerado pelo que os Jornalistas escrevem na imprensa. Em condições normais, sem a exagerada exposição na mídia, essa moça jamais teria sido presa. A imprensa escolhe quem deve ou não ser "justiçado". O Bruno foi a da vez
 
helcio
helcio - 09de Março às 09:43
Era só o que faltava: participa da ação criminosa do ex-marido, é absolvida por um corpo de jurados incompentente e ainda vem com essa. Deveria mesmo é estar atrás das grades. Não é atoa que Deus não dá asa a cobra.
 
joao
joao - 09de Março às 09:36
A li qu te ser mudada neste casa de erro em acusar e mandar para a cadeia pessoa que não foi julgada ainda ,mais teria que ser cobrada dos responsavel pelo caso neste caso os delegados que elebora os inqeuritos e assim fazendo que os juizes cmeta rros contra a pessoa denunciadas, e não oassim vamos.
 
Paulo
Paulo - 09de Março às 09:29
Na verdade, os grandes absolvidos nessa história fomos nós os anônimos pagadores de impostos! Essas escórias aprontaram tanto que se envolveram numa morte. Essa insanidade toda custou uma fortuna para estado (estrutura geral) e acabou por nos privar de outras informações pelo excessivo foco da mídia!
 
EDUARDO
EDUARDO - 09de Março às 09:19
SOU TOTALMENTE LEIGO, MAS GOSTARIA QUE ALGUÉM ME RESPONDA POR FAVOR,ADVOGADO SERVE PARA QUE ?PORQUE A MAIORIA DOS QUE SE DIZEM BONS ADVOGADOS SÓ PEGAM CAUSAS DE TRAFICANTES E DE PESSOAS INFLUENTES ENVOLVIDAS EM CRIMES?,ESTE É O BRASIL?
 
Maria
Maria - 09de Março às 09:15
Dayanne, se eu fosse vc ia cuidar da sua vida . de suas filhas.Esquecer estes abutres q sao estes advogados, q querem so dinheiro.Vc sabe q vc teve uma participaçao, pelas suas declaraçoes.Agradeça a DEUS e juizes , q foram generoso com vc e a partir de hoje viva uma vida melhor e digna.
 
Marcos
Marcos - 09de Março às 08:10
E o final do mundo indenizar esta senhora por ela ter ajudado na guarda de uma criança que a mãe estava indo para a morte. Muda BRASIL !
 
Lázaro
Lázaro - 09de Março às 07:53
ACHO QUE TODOS OS ENVOLVIDOS NESSE CRIME CUJA VÍTIMA É ELIZA SA MÚDIO, DEVERIAM SEREM CONDENADOS COM PENAS EM REGIME FECHADO. NENHUM DELES É INOCENTE. ACREDITO QUE OS MATADORES DARÃO SUSTO EM ALGUM DELES MESMO ESTANDO PRESOS.
 
sebastião
sebastião - 09de Março às 07:39
Come quieto, está querendo viver na boa.