SIGA O EM

Chega a 16 o número de pedidos de habeas corpus a favor do goleiro Bruno

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/07/2010 20:16 / atualizado em 27/07/2010 21:35

Landercy Hemerson

Jackson Romanelli/EM/D.A.Press
 

A enxurrada de pedido de habeas corpus a favor do goleiro Bruno Fernandes continua no Tribunal de Justiça. Até o começo da noite desta segunda-feira, foram protocoladas 16 solicitações de liberdade para o jogador, das quais apenas uma foi apresentada por seu advogado Ércio Quaresma. Cinco pedidos ainda serão apreciados, já que os demais foram negados, dois deles na manhã desta segunda-feira . A maioria foi arquivada por não atenderem os requisitos legais.

Dois pedidos foram realizados pela mesma pessoa, João Carlos Augusto Melo Moreira, morador de Fortaleza, no Ceará, que relatou ser “torcedor fervoroso” do Flamengo. No último dia 14, uma semana depois da prisão de Bruno, o militar aposentado João Carlos Augusto Melo Moreira, de 53 anos, enviou à Vara do 1º Tribunal de Júri de Contagem, por e-mail o primeiro pedido de habeas corpus para o goleiro. A juíza Marixa Rodrigues arquivou o documento, por não ter como identificar o autor.

O requerimento feito pelo advogado Ércio Quaresma a favor de Bruno, no dia 15, teve negada a liminar. Porém, ainda será julgado o mérito do habeas corpus, que pode decidir pela soltura do jogador. Quaresma entrou ainda com pedidos para a mulher do atleta, Dayanne Rodrigues, e ainda Flávio Caetano de Araújo, Wemerson Marques de Souza, o Coxinha, e Elenilson Vitor da Silva. Dayanne também não teve sucesso, e o TJ ainda analisa as solicitações de liberdade para os três últimos.