Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Virou Premier League

Pela segunda vez na história, principal competição de clubes da Europa terá final inglesa. Tottenham repete Liverpool e garante classificação com virada fantástica sobre o Ajax


postado em 09/05/2019 05:13

"Preciso agradecer aos meus companheiros, porque o que estou vivendo no Tottenham é inacreditável" Lucas Moura, atacante brasileiro, comemorando o terceiro gol marcado por ele, nos acréscimos do triunfo por 3 a 2 sobre o time holandês (foto: Adrian DENNIS/AFP)

Com as heroicas classificações de Liverpool e Tottenham à final da Liga dos Campeões, pela segunda vez na história a competição terá uma decisão entre clubes ingleses. A primeira foi na edição 2007/2008, quando o Manchester United levou a melhor sobre o Chelsea e ficou com a taça. Naquela ocasião, o time comandado por Alex Ferguson triunfou nos pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação. Com a bola rolando, Cristiano Ronaldo abriu o placar para o United, mas Lampard empatou para a equipe de Londres ainda na etapa inicial.

Os finalistas deste ano foram definidos em duelos sensacionais. Um dia depois de o Liverpool bater o Barcelona por 4 a 0, no Anfield – havia sido derrotado no Camp Nou por 3 a 0 –, o Tottenham conseguiu um resultado histórico, ao ganhar do Ajax por 3 a 2, em Amsterdã  – em Londres, havia perdido por 1 a 0. Os gols que levaram o time inglês para a primeira decisão de Liga dos Campeões de sua história foram do brasileiro Lucas Moura no segundo tempo, sendo o terceiro nos últimos segundos da partida. A final será em 1º de junho, em Madri.

Grande nome da noite, Lucas Moura levou para casa a bola da partida. Foi a atuação mais importante da carreira do atacante, que é destro e fez os três gols com o pé esquerdo. “É impossível explicar o que estou sentindo. Estou muito, muito feliz e orgulhoso dos meus companheiros. Sempre acreditamos que era possível, e demos tudo em campo. Merecíamos este momento. Somos uma família”, disse o brasileiro.

Não deixa de ser uma redenção para Lucas. Afinal, ele deixou o Paris Saint-Germain em baixa após as contratações milionárias de Neymar e Mbappé, e chegou aos Spurs desacreditado. “O futebol é incrível e nos presenteia com momentos assim. Preciso agradecer aos meus companheiros, porque o que estou vivendo no Tottenham é inacreditável”, destacou.

Diante de 55 mil torcedores na Johan Cruyff Arena, o Ajax fracassou na tentativa de retornar à decisão após 23 anos. Até o intervalo, o clima era de festa no estádio, já que o jovem time holandês abriu 2 a 0 no placar, gols de Matthijs de Ligt e Ziyech. A virada do Tottenham, no entanto, deixou o Ajax fora de sua sétima final, quando poderia ganhar a quinta taça. Mesmo assim, a equipe deve se orgulhar da campanha, após eliminar Real Madrid e Juventus.

LIGA EUROPA
A dobradinha entre clubes ingleses pode se repetir na final Liga Europa, em 29 de maio, no Estádio Olímpico de Baku, no Azerbaidjão. Arsenal e Chelsea, que enfrentam, Valencia e Eintracht Frankfurt hoje, a partir das 16h (de Brasília), pela rodada de volta das semifinais, têm boas chances de garantir a vaga. No Estádio de Mestalla, o Arsenal pode até perder por 2 a 0 ou por um gol de diferença para o Valencia que avança, já que levou a melhor no Emirates Stadium por 3 a 1, há uma semana. O Chelsea decidirá a vaga no Stamford Bridge e tem a vantagem do 0 a 0, depois da igualdade por 1 a 1 em Frankfurt, na ida.


Publicidade