Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Atuações


postado em 15/04/2019 05:05

CRUZEIRO

FÁBIO (Nota 8)
Muito seguro. Apareceu em duas grandes defesas, uma delas em chute cara a cara de Ricardo Oliveira.

EDÍLSON (Nota 5)
O mais frágil da defesa. Limitou-se a marcar e pelo seu lado o Atlético criou as jogadas mais perigosas

DEDÉ (foto) (Nota 7)
Seguro, como sempre, nas bolas altas. Bem na cobertura a Edílson.

LEO (Nota 7)
No mesmo nível de Dedé. Preciso na marcação e, quando foi ao ataque, fez gol.

EGÍDIO (Nota 7)
Segue sendo mais um armador pela esquerda do que um lateral-esquerdo, de marcação. Teve trabalho defensivo somente no primeiro tempo, quando Luan esteve em campo. No segundo, atuou mais à frente.

HENRIQUE (Nota 7)
Perfeito na proteção à defesa. Encontrou tempo para apoiar o ataque. Fundamental na cobertura dos laterais.

LUCAS ROMERO (Nota 6)
Abusou das faltas. Acabou levando um amarelo, sendo substituído por ARIEL CABRAL (Nota 6), que se limitou a fechar o setor.

ROBINHO (Nota 7)
Bom na armação. De seus pés saiu a maioria das jogadas de ataque do Cruzeiro. RAFINHA (Nota 6) preocupou-se mais em ajudar a defesa. Acabou expulso.

RODRIGUINHO (Nota 7)
Bem na criação, levou perigo quando procurava o ataque. PEDRO ROCHA (Nota 5) entrou no fim e apesar do pouco tempo mostrou que pode ser útil, principalmente pela precisão nos passes.

MARQUINHOS GABRIEL (Nota 9)
O mais perigoso do ataque celeste. Autor do primeiro gol e teve a chance de outros dois, que pararam em defesas de Victor.

FRED (Nota 8)
Bem na função de pivô. De seus pés nasceram o primeiro gol celeste e muitas jogadas de ataque.

MANO MENEZES (Nota 9)
Fez uma opção ofensiva, explorando a velocidade pelas pontas, em especial na esquerda, com Marquinhos Gabriel. Mesmo depois de sofrer o gol, manteve o time na frente, com mudanças pontuais na escalação.


ATLÉTICO

VICTOR (Nota 7)
Sem culpa nos gols, fez duas grandes defesas, uma delas, salvando gol certo de Marquinhos Gabriel, no ângulo.

GUGA (Nota 4)
Limitou-se a defender, mas foi facilmente envolvido por Marquinhos Gabriel.

LEO SILVA (Nota 6)
O mais seguro da defesa. Quando teve de sair jogando, deu muitos chutões que nunca chegaram aos companheiros.

IGOR RABELLO (Nota 5)
Mostrou fragilidade, em especial, quando um adversário partia pra cima dele. Perdeu o duelo com Fred, que conseguiu sempre tirá-lo da área.

FÁBIO SANTOS (Nota 5)
Preso à defesa, acabou envolvido na maioria dos lances de ataque do Cruzeiro.

ADILSON (foto) (Nota 6)
Bem na proteção aos laterais e à zaga. Pecou quando teve de ajudar o ataque. Acabou expulso.

ELIAS (Nota 4)
Continua sem aparecer para o time. Não se mostra defensor, nem armador.

LUAN (Nota 5)
Lutador, como sempre, até ajudando a defesa. Acabou cometendo faltas e levando um amarelo no primeiro tempo. MAICON BOLT (Nota 5) procurou levar o time à frente, mas foi pouco foi acionado devido à falta de um armador.

CAZARES (Nota 2)
Jogou só 19 minutos, quando se contundiu. VINÍCIUS (Nota 6) foi importante ajudando a fechar o meio.

CHARÁ (Nota 6)
Ajudou a defender e foi importante no gol da equipe, pois sua insistência possibilitou o início da jogada

RICARDO OLIVEIRA (Nota 7)
Foi o autor do gol atleticano, mas desperdiçou duas outras chances. GEUVÂNIO (Sem Nota) entrou no fim.

RODRIGO SANTANA (Nota 7)
Estreante em clássicos, recuou a linha ofensiva do time para não deixá-lo exposto. Perdeu Cazares muito cedo, o que acabou prejudicando a armação tática treinada na Cidade do Galo


ARBITRAGEM

WAGNER DO NASCIMENTO MAGALHÃES (Nota 6) pecou ao não marcar faltas, deixando de dar cartões no primeiro tempo. No segundo, agiu com pulso firme, quando distribuiu diversos cartões, dois deles vermelhos.

(Ivan Drummond)


Publicidade