Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Wagner Pires promete muito mais


postado em 24/02/2019 05:08

O Cruzeiro ganhou a Copa do Brasil em 2017/2018, e com ela o direito de disputar a Copa Libertadores, com o grande sonho do tricampeonato. O presidente Wagner Pires trabalha duro para que as coisas entrem nos eixos e o clube supere seus problemas financeiros. Com todas as dificuldades de quem paga juros em torno de 60% ao ano, com multas e outras penalidades, conseguiu a aprovação do Conselho Deliberativo para um empréstimo de R$ 300 milhões, que deverá ser quitado em alguns anos, com juros de 8,5% em 12 meses. Outra jogada inteligente. O presidente é um homem sem vaidades. Trabalha pelo clube e não gosta de aparecer. É movido pela paixão. Um homem do bem, que dá autonomia aos que trabalham com ele.

O time azul tem a grande vantagem de manter o técnico Mano Menezes há dois anos. Mesmo não sendo um treinador que joga de forma ofensiva e com futebol bonito, é dos mais competentes, sabendo montar uma equipe. O Cruzeiro ficou em situação financeira difícil porque gastou muito para ganhar dois Brasileiros e uma Copa do Brasil. O ex-presidente Gilvan de Pinho Tavares, criticado por muitos, está na história como um dos maiores dirigentes que o clube já teve. Na época, seu executivo era Alexandre Mattos, muito competente também, mas que contrata a rodo. Vejam que no Palmeiras ele gasta fortunas para montar um grupo. Lá, porém, o dinheiro vem de um patrocinador forte, que não se importa em gastar R$ 100 milhões em uma temporada. No Cruzeiro não havia tal investidor, e o clube se equilibrava para pagar suas contas.

O futebol brasileiro é deficitário para todos os clubes que não têm empresa por trás. Ninguém suporta pagar salários de R$ 1 milhão com receitas tão pequenas. Ainda assim, o Cruzeiro vendeu De Arrascaeta por uma fortuna e repôs com Rodriguinho, que é excelente jogador.

Wagner Pires deve cuidar para que o dinheiro pague todas as dívidas e que sobre um pouco para investir no grupo, em busca de fortalecê-lo para as disputas de taças. Conheci o presidente no jantar da Conmebol, no sorteio dos grupos da Copa América. Bati um papo rápido com ele e percebi que é um homem sério, conhecedor de futebol e com planos bem modernos para o Cruzeiro. Está dando sequência ao belo trabalho de Gilvan, mantendo a tradição de títulos no Cruzeiro.

Conta com uma equipe boa, que tem o gerente de futebol Marcone Barbosa, um dos dirigentes com mais títulos no clube; e o diretor geral Sérgio Nonato, que foi da bancada do Alterosa Esporte, homem da mais alta confiança do presidente. Não é novidade a obsessão do Cruzeiro por mais uma conquista da Copa Libertadores. O time azul beliscou o Mundial Interclubes duas vezes, mas caiu diante de dois alemães: Bayern de Munique e Borussia Dortmund. Porém, é considerado um dos candidatos ao título da Libertadores nesta temporada, e isso o credenciará, em caso de conquista, a voltar a sonhar com o mundo, em Abu Dhabi.

Se olharmos os clubes brasileiros, veremos que o Cruzeiro está forte e vai brigar por todas as taças. Ganhar ou não será consequência do que ocorrer durante o ano. O torcedor está feliz com as reposições e, principalmente, com a manutenção de comissão técnica e jogadores. A perda de De Arrascaeta já foi superada, e a esperança é de que Rodriguinho vire o novo xodó da torcida. Outro ganho foi a manutenção de Thiago Neves, em quem o presidente confia e gosta.

O trem azul está nos trilhos. Com a casa financeira ajeitada, com certeza vai buscar as taças, para rechear ainda mais a sua vasta galeria. Um time do mundo é feito de títulos, e o torcedor sabe muito bem o que é comemorar. Seis Copas do Brasil, quatro Brasileiros e duas Libertadores, só para citar os títulos mais importantes. É um quadro para ninguém botar defeito. Está faltando a taça do Mundial, e, quem sabe Wagner Pires será o premiado com tal conquista? Trabalho é o que não falta e o torcedor tem dito sim, comparecendo em massa aos jogos. Que o Cruzeiro pague todas as suas pendências e tenha a tranquilidade para seguir na temporada, focando apenas nas competições que disputa. Uma casa arrumada, financeiramente, tem muito mais chances de dar certo e de conquistas. Isso é fato.

VERGONHA


O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, não tem tamanho para dirigir um clube daquela grandeza. Duas semanas se passaram da tragédia que matou 10 garotos no CT do Flamengo e até hoje ele não veio a público dar satisfação. Um homem sem coração e sem alma. Vergonha de ter um dirigente tão ruim assim no meu clube do coração. A vida dos garotos, ou de qualquer ser humano, não tem preço, mas ele deve indenizar as famílias com o mínimo de dignidade.


Publicidade