Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Aperitivos

Requeijão com raspa

Receita fornecida por Raimundo da Costa Silva, de São João Evangelista


postado em 05/02/2016 10:10

Ingredientes:

- 10 litros de coalhada (leite talhado naturalmente, de um dia para o outro)

- 5 litros de leite fresco

- 15 g de sal

Modo de Preparo:

Tire toda a nata do leite talhado e reserve. Coloque a coalhada num tacho e leve ao fogo até começar a ferver. Não pare de mexer. Retire a coalhada do fogo e passe na peneira, para tirar o soro. Recolha a massa que ficou na peneira e misture ao leite fresco. Repita a operação de ferver, passar pela peneira e separar a massa. Pegue a nata reservada inicialmente e coloque num tacho, adicionando o sal e aproximadamente 50 gramas da massa do requeijão.

Frite até secar. Acrescente a massa até dar o ponto de "puxa". Ainda quente, coloque na fôrma untada com manteiga, para não grudar. Medida para fazer um requeijão.



Onde nada se perde

O dia começa bem cedo no sítio de Raimundo da Costa Silva, de 45 anos, na região de Ribeirão da Mesa, a 12 quilômetros de São João Evangelista. Ao lado da mulher, Helena, ele ordenha as vacas, cuida da criação, da roça de milho e da produção do requeijão com raspa, entre mil atividades. "Aproveitamos tudo. Aqui, nada se perde", conta Raimundo. O requeijão, aliás, é um dos seus orgulhos. Raspas são os pontinhos marrons na casca, resultado da nata que é frita e adicionada à massa.

De voz tranqüila e alma aberta, Raimundo vende o produto de porta em porta, mas não sabe exatamente como aprendeu a fazer o requeijão. Acompanhando a conversa com atenção, sua mãe, Maria da Conceição, de 78 anos, entra no assunto e revela: "Deus ensinou". Raimundo concorda e continua a coar o leite na peneira, de forma a extrair o soro que não terá serventia. Em todo o trabalho, o mais importante é encontrar o ponto certo e não deixar nada azedo, ensina o produtor.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade