Publicidade

Estado de Minas

''Muito parlamentar quer votar a favor", diz Joice Hasselmann sobre PEC da Previdência

Líder do governo reforçou papel das redes sociais no convencimento dos contrários. "Foi com isso que a gente venceu a eleição"


postado em 22/05/2019 11:45 / atualizado em 22/05/2019 16:58

Joice Hasselmann disse que está viajando o país na Caravana da Previdência com o objetivo de dar segurança sobre o texto da reforma proposto pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e pediu um pacto pelo Brasil.(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press )
Joice Hasselmann disse que está viajando o país na Caravana da Previdência com o objetivo de dar segurança sobre o texto da reforma proposto pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e pediu um pacto pelo Brasil. (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press )

A líder do governo Joice Hasselmann (PT/S) afirmou na manhã desta quarta-feira que o papel dela é dar “conforto” aos parlamentares para que possam votar a Reforma da Previdência.

De acordo com a deputada federal, isso será feito em grande parte com grupos de WhatsApp, que darão argumentos a eles para defender posição junto às bases. “Sinto que muito parlamentar quer votar, conversando ele quer votar”, afirmou Joice, ao participar de seminário sobre a reforma promovido pelos jornais Correio Braziliense e Estado de Minas.


Hasselmann disse que está viajando o país na Caravana da Previdência com o objetivo de dar segurança sobre o texto da reforma proposto pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e pediu um pacto pelo Brasil. “Cada um de nós é um influenciador”, disse.

Segundo a líder, governadores e parlamentares que são publicamente contra a reforma dizem ser a favor quando estão em conversa privada com ela, por entender que o texto é necessário e ataca os marajás da Previdência. Joice reforçou o papel das redes sociais no convencimento dos contrários. “Foi com isso aqui que a gente venceu a eleição”, disse.

A deputada pediu um pacto nacional pela reforma e disse que os parlamentares que votarem a favor não serão punidos “porque fizeram o certo”. “É uma guerra de narrativa, é na narrativa que a gente vai vencer essa batalha no Congresso Nacional”, disse.

Rogério Marinho disse que a Reforma do sistema previdênciário é uma pauta que foi incorporada pela sociedade(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press )
Rogério Marinho disse que a Reforma do sistema previdênciário é uma pauta que foi incorporada pela sociedade (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press )


RESPONSABILIDADE
Já o secretário da Previdência, Rogério Marinho, que também participou do encontro, disse que a Reforma do sistema previdênciário é uma pauta que foi incorporada pela sociedade e, como tal, deve ser tratada pelo parlamento com responsabilidade. Ele falou de problemas financeiros atuais do Brasil e dos estados e disse que a sociedade precisa de segurança jurídica e capacidade de honrar compromissos a médio e longo prazo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade