Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Bolsonaro recebe apoio de Silvio Santos no Teleton: 'vai ficar oito anos'


postado em 11/11/2018 11:49

O presidente eleito Jair Bolsonaro falou ao vivo por telefone com Silvio Santos durante a maratona de programação do Teleton, no SBT, na noite deste sábado, 10. Durante a conversa, Silvio fez elogios ao capitão reformado e afirmou desejar que ele tenha oito anos de governo. O apresentador e controlador do SBT disse ainda ter a impressão de que o governo Bolsonaro seria seguido por mais oito anos de presidência de Sergio Moro, o escolhido para comandar a pasta da Justiça e Segurança Pública.

"Não vou falar aquilo que eu penso, mas eu acho que, nos próximos oito anos o senhor vai ficar no nosso governo e depois nos outros oito anos tenho a impressão... Tenho palpite, claro, não sou político, mas acho que a sua escolha para o ministério colocando o juiz Moro, o Sérgio Moro... Eu acho que você pode ficar oito anos e depois, passando para o Moro, ele fica mais oito anos", disse Silvio Santos a Bolsonaro durante a ligação telefônica televisionada ao vivo.

Silvio Santos ainda disse que aquela era a primeira ligação de um presidente recebida por ele "em vinte e poucos anos que eu faço o Teleton". "Eu acho que o Brasil vai ter 16 anos de homens com vontade de fazer o Brasil caminhar", afirmou o apresentador. "Pode ser que isso não aconteça, mas, se depender da minha vontade e da vontade das pessoas que querem o Brasil pra frente, oito anos com Bolsonaro e oito com Moro, vamos ter 16 anos de um bom caminho", concluiu.

Bolsonaro respondeu dizendo ser fã de Silvio Santos e falou também sobre Moro. "Obrigada pela referência elogiosa ao nosso futuro ministro, Sergio Moro. Mérito dele, não é nosso", afirmou. Bolsonaro disse que Moro é "o homem que nos deu esperança de poder viver num País, se não for sem corrupção, com menos corrupção".

O presidente eleito pediu ainda que eleitores que tenham ou não votado nele fizessem uma doação de ao menos R$ 5 ao Teleton, campanha que recolhe recursos para a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade