Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Piauí tem 38 urnas substituídas; eleitores reclamam da demora para votar


postado em 07/10/2018 14:23

A manhã em Teresina, capital de Piauí, foi de filas nos locais de votação, calor e sujeira nas ruas. Em algumas seções, a espera para votar chega a 1h. Em todo o Piauí, 38 urnas apresentaram defeito na parte da manhã, mas foram substituídas por equipamentos reservas, não sendo necessário o uso de cédulas de papel, segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI).

Mais de 2,3 milhões de eleitores estão aptos a votar no Piauí. Teresina é o principal colégio eleitoral do Estado, seguida da Parnaíba, no litoral. De acordo com o TRE-PI, as eleições seguem tranquilas e sem incidentes que comprometam o andamento do processo eleitoral.

Em algumas seções, a necessidade da substituição das urnas atrasou o início da votação. Em Teresina, vários locais de votação registraram filas e teve gente que esperou quase duas horas para exercer seu direito ao voto: "Aqui é comum ter fila, mas este ano está demais. Vim cedo na esperança de ser mais rápido, mas a espera está é maior", afirmou a comerciante Conceição Linarte, que vota em uma escola da zona Leste de Teresina.

Teve gente que preferiu não enfrentar a fila e arriscar voltar em outro horário para votar. Outras pessoas reclamavam da lentidão e destacavam o calor de quase 40 graus como motivo para irem votar pela manhã, quando teoricamente, a temperatura deveria ser mais amena. "São muitos números para votar, as pessoas se atrapalham e a fila acaba demorando muito. à tarde, ficar nessa fila vai ser ainda mais complicado", afirmou o comerciante Joaquim Costa, que esperou por uma hora e meia para votar em uma escola da zona Norte de Teresina.

Desde o sábado, duas pessoas foram presas no Piauí, por suspeita de crime eleitoral. O primeiro caso ocorreu por volta das 20h de sábado, quando um suplente de vereador da cidade de Milton Brandão, na região Norte do Estado, foi preso por transportar material de campanha de um candidato a deputado estadual que trazia a imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e informações inverídicas de que ele era candidato neste pleito. O nome do suspeito não foi divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que efetuou o flagrante.

A outra prisão ocorreu na cidade de Fronteiras, no Piauí, localizada a cerca de 400 km de Teresina. Segundo a Polícia Militar do Piauí, Antônio Manoel de Sousa, de 43 anos, dirigia um carro onde foram encontrados cerca de R$ 3 mil em dinheiro, além de material de divulgação de vários candidatos e anotações sobre títulos eleitorais e locais de votação na cidade. Ambos os suspeitos foram encaminhados para as respectivas delegacias para apuração dos fatos.

Outro crime registrado nesta eleição no Piauí foi a distribuição irregular de material de campanha dos candidatos. Milhares de santinhos podiam ser vistos nos pontos de votação, desrespeitando a determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que proibia esse tipo de atitude. (Thaís Araújo, especial para O Estado)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade