Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Ataque a Bolsonaro mostra que violência não se resolve com arma, diz Marina


postado em 09/09/2018 21:22

A candidata da Rede, Marina Silva, disse neste domingo, 9, que o atentado contra o deputado Jair Bolsonaro (PSL) mostrou que o combate à violência não se resolve com armas.

"Este ato mostrou que quando se incita a violência, e se acha que resolve com arma, não resolve. Deus me livre que aquele homem tivesse com uma arma na mão. Com certeza teria tirado a vida de muitas pessoas, não só a do Bolsonaro", disse a ex-senadora após o debate promovido pela TV Gazeta, Estadão, Jovem Pan e Twitter.

Marina lembrou também que este é o quarto caso de violência desse ciclo eleitoral - os três primeiros foram o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), no Rio, e os dois ataques à caravana do ex-presidente Lula, um deles com tiros - e que seu discurso em relação à violência não vai mudar por razões eleitoreiras.

"Nesse momento, não é questão de estratégia de mudar o discurso em função de ganhar voto, mas preservar a vida das pessoas. Não é porque estou concorrendo que preciso desconstruir o adversário", avaliou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade