Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Meirelles diz que dinheiro no exterior servirá para aplicar em educação no Brasil


postado em 09/09/2018 18:48

São Paulo, 09/09/2018 - O jornalista Rodolpho Gamberini, da TV Gazeta, pergunta ao candidato do MDB, Henrique Meirelles: "Meirelles, o senhor tem investimento nas Bermudas. A Odebrecht, por exemplo, tinha conta lá. Eduardo Cunha também tinha um trust, como o senhor tem. O seu investimento é legalizado, aparece até com nome muito singelo, de Sabedoria, na sua declaração de imposto de renda. O senhor acha moralmente correto o presidente de um BC de algum País, ministro da Fazenda, do Congo ou da Dinamarca, ter investimentos em moeda estrangeira em um paraíso fiscal"?

Meirelles respondeu que "esta informação é uma informação equivocada. O que existe é uma fundação com a finalidade exclusiva de aplicar recursos em educação no Brasil depois que eu falecer. Grande parte da minha herança vai ser feita uma doação para essa fundação, que vai aplicar apenas no Brasil para interesse dos brasileiros e melhorar o máximo possível a educação do Brasil. Isso está declarado no imposto de renda e há outra grande falsidade nisso em dizer que a minha fortuna está aplicada lá. É um pequeno valor. O que importa é que tudo o que eu já fiz foi com suor do meu rosto, trabalhei duro, sempre paguei todos os impostos. Essa fundação foi constituída lá porque morava no exterior", responde Meirelles.

Ao que Ciro Gomes, candidato do PDT, comentou: "Fui colega do Meirelles e tenho apreço por ele. Não é uma pessoa desonesta. Mas o Brasil permita de forma imoral que ele, que comandou autoridade monetária, que vigia taxa de juros, mas os brasileiros abastados, os ricos do Brasil mantêm mais de R$ 500 bi no estrangeiro sangrando esse País que trabalha e produz". (

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade