Publicidade

Estado de Minas

Defesa de Cabral diz que está 'estarrecida com tamanho espetáculo e crueldade'

Defesa do ex-governador do Rio reclamou do tratamento a Cabral: 'Está proibido de falar, com pés e mãos algemados. Esqueceram apenas de colocar o capuz e a corda'


postado em 19/01/2018 18:00 / atualizado em 19/01/2018 18:25

(foto: GIULIANO GOMES/PR PRESS/ESTADAO CONTEUDO PR)
(foto: GIULIANO GOMES/PR PRESS/ESTADAO CONTEUDO PR)
O advogado Rodrigo Roca, que defende o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB), afirmou nesta sexta-feira, 19, que a defesa do ex-governador está "indignada e estarrecida com tamanho espetáculo e crueldade".

Acorrentado e algemado, o ex-governador foi levado ao Instituto Médico-Legal de Curitiba nesta sexta-feira para ser submetido a exames antes de ser transferido para o Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na região metropolitana da capital paranaense.

"Sérgio Cabral está proibido de falar, com pés e mãos algemados. Esqueceram apenas de colocar o capuz e a corda. A defesa está indignada e estarrecida com tamanho espetáculo e crueldade", afirmou Roca, em nota.

Na quinta-feira, 18, os juízes federais Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal, em Curitiba, e Caroline Vieira Figueiredo, da 7ª Vara Federal, do Rio, determinaram a remoção do ex-governador para o presídio no Paraná por causa de regalias na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, no Rio, onde o emedebista estava custodiado. Sérgio Cabral chegou a Curitiba no fim do dia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade