Publicidade

Estado de Minas

Dilma defende "apuração profunda" sobre denúncias de propina na Petrobras

A presidente usou sua conta em uma rede social para comentar o assunto


postado em 10/10/2014 15:55 / atualizado em 10/10/2014 16:48

(foto: AFP PHOTO/EVARISTO SA )
(foto: AFP PHOTO/EVARISTO SA )

A presidente Dilma Rousseff (PT) reagiu nesta sexta-feira às denúncias de corrupção na Petrobras. Logo após coletiva, Dilma usou sua conta no Twitter para dizer que defende uma “investigação profunda” sobre as acusações de pagamento de propina na estatal. “O que compromete o combate à corrupção é a impunidade. Temos que investigar e punir”, postou na rede social.

A presidente, que concorre à reeleição, ainda acusou o PSDB, partido de seu adversário na disputa pelo Palácio do Planalto, de não apurar as denúncias de irregularidades feitas durante a gestão do partido. “O PSDB antes tinha o engavetador da República. Comigo a Polícia Federal tem autonomia. O MP também se manteve com autonomia e independência”, comentou.

Em depoimentos à Justiça, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef, disseram que PT, PMDB e PP ficavam com uma porcentagem dos contratos assinados pela empresa estatal.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade