Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas PRIMEIRAS LEITURAS

Confira em primeira mão poemas dos livros de Rafael Rosa e Lucília Neves

Ao menos uma vez na vida escute o canto das sereias serão lançado amanhã e Deslocamentos, na próxima quarta-feira


postado em 08/11/2019 06:00 / atualizado em 08/11/2019 08:18

Rafael Rosa


TEMPO

Um dia talvez eu volto
E tiro as teias de aranha
Limpo o xixi dos ratos
Espano o pó, troco o lençol

Um dia talvez eu volto
E molho a roseira
Dou comida pro gato
Faço almoço e jantar
Lavo os pratos, troco a roupa

Um dia talvez eu volto
E descruzo meus braços
Peço abraços deito de quatro
Peço um trato
Mudo o disco, troco a história

Um dia talvez eu volto
E já cansado apaixonado
Careca e sem paz
Um dia talvez eu descubra
Voltei tarde demais?

AO MENOS UMA VEZ NA VIDA
ESCUTE O CANTO DAS SEREIAS

» De Rafael Rosa
*Scriptum
* 87 páginas
*R$ 40
* Lançamento amanhã (9), às 11h30, na Livraria e Editora Scriptum – Rua Fernandes Tourinho, 99, Savassi, BH

SOBRE O AUTOR
Rafael Resende de Oliveira Rosa (1989-2015) nasceu e viveu em Belo Horizonte. Graduou-se em publicidade e propaganda pela PUC Minas. O poema ao lado integra o livro Ao menos uma vez na vida escute o canto das sereias.

Deslocamentos
Lucília de Almeida Neves Delgado

Amor antigo

O fluxo da vida tornou-se tempo longo para nós
Amalgamados um no outro vamos pelejando pelas trilhas
Viemos de um ontem imemorial
Nossa construção é de segundo a segundo

Conhecemos nossos olhares sem os ver
Nossas marcas estão tatuadas nos nossos corpos
Seu coração conversa comigo sob meus vestidos
E eu ali estou distraída nas cores das suas gravatas

Nas travessias ora fui ponte ora teus braços me acolheram
Tornamo-nos decifráveis um ao outro
Fizemo-nos cofres dos nossos segredos
Nosso amor antigo não perde o chão

Comovo-me quando sinto a força
Das minhas asas de vida
Cultivei-as entrelaçadas a você
Nos dias de precisão viajo longe
Nos dias de dor ou festa recolho-as
Basta-me o aconchego do seu tórax

DESLOCAMENTOS

» De Lucília de Almeida Neves Delgado
* Outubro Edições
* 125 páginas
* R$ 35
* Lançamento dia 13 de novembro, na Livraria Ouvidor – Rua Fernandes Tourinho, 253, Savassi, BH


SOBRE A AUTORA
 Lucília Neves é historiadora e poeta, autora/organizadora de diversos livros. Natural de São João del-Rei, foi professora na UFMG e da PUC Minas, em BH, e na UnB, em Brasília, onde vive hoje e integra o coletivo Mulherio das Letras. O poema ao lado integra o livro Deslocamentos.
 


Publicidade