Publicidade

Estado de Minas GESTÃO COOPERATIVISMO LONGE DA CRISE

Cooperativismo de Minas Gerais se destaca em meio à crise brasileira


Sistema Unimed Mineiro
Conteúdo patrocinado
Sistema Unimed Mineiro
postado em 30/01/2019 15:07 / atualizado em 30/01/2019 15:24

Unimed São Sebastião do Paraíso investiu em infraestrutura própria e adquiriu novo prédio para as instalações do Espaço Viver Bem (foto: UNIMED SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO/ DIVULGAÇÃO)
Unimed São Sebastião do Paraíso investiu em infraestrutura própria e adquiriu novo prédio para as instalações do Espaço Viver Bem (foto: UNIMED SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO/ DIVULGAÇÃO)

Nenhum setor mostrou tanta capacidade de se adaptar aos períodos de recessão econômica como o cooperativista. Vários estudos apontam que, nas regiões onde atuam, as cooperativas não somente geram e distribuem riquezas de forma proporcional, como melhoram a qualidade de vida da população.

Dados da Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg) demonstram que Minas Gerais é o 2º maior estado em número de cooperativas do país, o 4º em número de cooperados e o 5º em termos de geração de empregos.

Segundo o presidente da Ocemg, Ronaldo Scucato, esse modelo econômico registra 8,1% de participação no Produto Interno Bruto (PIB) estadual. “Os números refletem o ótimo desempenho das cooperativas mineiras que, na contramão da crise, movimentaram R$46,7 bilhões em 2017”, avalia Scucato, completando que 86% das cooperativas do estado estão concentradas nos ramos agropecuário, crédito, transporte e saúde.

Para Ronaldo Scucato, os números refletem o ótimo desempenho das cooperativas mineiras(foto: SISTEMA OCEMG/DIVULGAÇÃO)
Para Ronaldo Scucato, os números refletem o ótimo desempenho das cooperativas mineiras (foto: SISTEMA OCEMG/DIVULGAÇÃO)

NA SAÚDE

As cooperativas de saúde são responsáveis por 20,5% de toda a movimentação econômica do cooperativismo mineiro, que chegou à soma de R$9,6 bilhões em 2017. Das 123 cooperativas presentes em Minas Gerais, 67 são Unimeds e, juntas, elas respondem por 89% da movimentação econômica no estado.

Com crescimento comprovado em 2017 e 2018, a Unimed Juiz de Fora é um importante exemplo. A cooperativa oferta serviços e produtos que se assemelham mais às necessidades dos clientes e contam com a participação ativa dos médicos cooperados na gestão da instituição.

Os números recentes da Unimed Juiz de Fora comprovam a eficiência dessas medidas. A mais recente campanha de vendas da cooperativa, em novembro, conquistou 2100 novos clientes, sendo 140 empresas, um resultado quatro vezes maior do que o esperado para o período. Isso garantiu que a Unimed Juiz de Fora fechasse o ano 2018 com receita recorde.

Uma das grandes atratividades e uma tendência em todo o Sistema Unimed mineiro para os clientes são os recursos próprios que as cooperativas oferecem. É o caso, por exemplo, da Unimed Juiz de Fora, que irá inaugurar seu hospital no início deste ano, completando o ecossistema de atenção integral e total ao cliente, o que garante fidelização e manutenção de contratos.


Publicidade