Publicidade

Estado de Minas LIMPEZA PROFISSIONAL

Coronavírus: limpeza profissional é a recomendação para empresas

Crise na saúde ressignifica rotina de higiene e estabelece a limpeza como maior aliada das empresas na prevenção da COVID-19


Mpires
Conteúdo patrocinado
Mpires
postado em 13/04/2020 15:42 / atualizado em 14/04/2020 10:18

(foto: Unsplash)
(foto: Unsplash)

Em meio à pandemia ocasionada pela COVID-19, inúmeros estabelecimentos operam com atividades reduzidas ou mesmo suspensão total das operações de trabalho. Em contrapartida, nas empresas e comércios de setores alimentícios e de saúde, como supermercados, farmácias e hospitais, o aumento da demanda exige, neste momento, novos hábitos na rotina, entre eles, a profissionalização da limpeza. 

A higiene profissional no mundo das empresas atua como um mecanismo poderoso de prevenção e contenção de doenças infectocontagiosas. Por meio de uma rotina consistente e eficaz é possível garantir a segurança de clientes e funcionários no ambiente de trabalho.

Frederico Campos, diretor comercial da empresa mineira MPires - especializada em limpeza profissional - reforça que a rotina na empresa deve passar por alguns ajustes, como a frequência da higienização das mãos. "Ao chegar à empresa, vindo da rua, a primeira ação é lavar as mãos com água e sabonete. É preciso, também, usar a técnica correta de lavagem, ou seja, lavar e esfregar palma, dorso, entre os dedos, o dedo polegar, as pontas dos dedos e as unhas". 

Nesse cenário, é importante ficar atento: a negligência aos cuidados básicos de higiene expõe colaboradores e consumidores ao contágio do coronavírus e outras doenças. Tais riscos podem resultar em perdas severas e irreparáveis para as empresas.
 

A importância dos profissionais especializados

Espaços diferentes exigem cuidados diferentes. Dependendo da frequência de uso ou finalidade, cada ambiente da empresa vai demandar uma rotina específica de limpeza, seja na constância da higienização ou nos produtos usados. O que é sabido por profissionais e desconhecido no senso comum, por exemplo, é que a secagem das mãos é tão importante quanto a lavagem.

Frederico alerta que, na hora de secar as mãos, o ideal é usar papéis descartáveis 100% celulose, nada de secadoras eletrônicas, panos de algodão ou papéis de baixa qualidade. A recomendação, sustentada por especialistas, deve-se ao fato de que os papéis de celulose são mais eficazes em evitar que microrganismos se espalhem no ar ou nas mãos, ao contrário dos outros métodos de secagem.

Prevenção é a melhor forma de combate

(foto: Unsplash)
(foto: Unsplash)

Novas medidas de segurança estão sendo adotadas por empresários e comerciantes para atender os clientes em meio à pandemia do novo coronavírus. Para seguir corretamente as orientações das organizações de saúde, é necessário, em alguns casos, aumentar a frequência da rotina de limpeza ou incluir novos equipamentos e produtos aos processos de higienização. 

Rodrigo Senday, Diretor Executivo da Allia Higiene, rede de distribuidores de higiene e limpeza profissional, ressalta que as empresas têm um papel importante no combate ao coronavírus por dois motivos principais. "Elas podem atuar na conscientização e disseminação de boas práticas de higiene e limpeza, e podem, ainda, reduzir a exposição de seus colaboradores por meio da adoção de produtos e processos de limpeza adequados". Ainda segundo Senday, algumas medidas de proteção são eficazes no combate a COVID-19, entre elas:

  • Frequência na higiene de superfície com alto fluxo de contato, como maçanetas, interfones e mesas;
  • Disponibilizar álcool em gel em pontos estratégicos, como perto de portas, banheiros e copas;
  • Adotar sistemas eficientes de lavagem e secagem das mãos nos banheiros.

Agora, mais do que nunca, é importante estar atento à limpeza das empresas, como hospitais, que lidam com indivíduos sintomáticos, e supermercados, que lidam diretamente com o manuseio de alimentos expostos, como frutas, verduras, legumes e carnes, por exemplo. 

O desleixo com a higiene desses ambientes é capaz de gerar graves consequências para a empresa e para todas as pessoas que frequentam esses espaços. As complicações podem ir desde queda no faturamento, percepção negativa da marca, baixa na produtividade da equipe e até contaminação de clientes ou funcionários. 

No Brasil, o órgão responsável por fiscalizar tais irregularidades, na higiene, limpeza ou no manuseio de insumos, é a ANVISA, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A pasta estabelece que as medidas preventivas possam variar de multa financeira entre R$2 mil a R$1,5 milhão de reais ou, em casos mais graves, interdição total das operações de trabalho. 

O bem-estar começa na higiene

Se quem faz a empresa são as pessoas, é certo que a saúde empresarial depende do bem-estar de funcionários e clientes, dentro ou fora das imediações da empresa. Por isso, para reduzir os impactos causados pelo coronavírus, Rodrigo reafirma o compromisso das empresas na rotina de higiene das organizações. "Ambientes profissionais reúnem um grande número de pessoas no mesmo espaço por um número elevado de horas por dia, por isso, como forma de reduzir riscos, é importante que as empresas estejam focadas na higienização".

(foto: Unsplash)
(foto: Unsplash)

Espaços limpos e organizados são confortáveis aos olhos, geram emoções positivas e podem ser fatores decisivos para atração e conversão de clientes, ao contrário de espaços com sujidades aparentes, odores fortes, poeiras ou manchas no piso e bancadas, que podem contribuir para criar uma imagem negativa da instituição na mente dos clientes. Isso já está comprovado: um ambiente limpo, higienizado e organizado é capaz de proporcionar sensação de bem-estar, clareza, calma e aumentar os níveis de satisfação do consumidor, além de favorecer o clima organizacional.

No caso dos funcionários, trabalhar em ambientes com baixa qualidade da limpeza pode afetar a produtividade, rendimento e qualidade das entregas. Por sua vez, espaços com uma rotina eficiente de higienização contribuem para a melhoria no desempenho da equipe e na baixa dos níveis de estresse e ansiedade.  

Nessas situações, a limpeza da empresa atua como um investimento em longo prazo ao criar uma atmosfera de valores intangíveis, como higiene, segurança e cuidado com clientes e funcionários. 

Como aplicar a limpeza profissional no ambiente empresarial?

Há 70 anos no mercado, a MPires é uma empresa de limpeza profissional capacitada para oferecer as melhores soluções em higiene empresarial. Acesse o link para saber mais e agendar uma consulta com especialistas: mpires.com.br/contato/




*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade