Publicidade

Estado de Minas

Conheça os sintomas que podem revelar casos de meningite

Devido à sua gravidade, é importante buscar auxílio médico em caso de suspeita; vacinação é recurso para prevenção e é oferecida pelo Mater Dei


Rede Mater Dei de Saúde
Conteúdo patrocinado
Rede Mater Dei de Saúde
postado em 27/05/2019 12:00 / atualizado em 27/05/2019 15:39

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
A meningite é um processo inflamatório que afeta o sistema nervoso central, atingindo as meninges, membranas que envolvem o cérebro e medula espinhal. A doença é, frequentemente, ocasionada por agentes infecciosos, sendo as meningites bacterianas e virais as mais graves. Porém, pode ser causada, também, por processos não infecciosos como, por exemplo, medicamentos e neoplasias. 
 
Febre alta e contínua, fortes dores de cabeça, vômitos, perda de apetite, dor na nuca causando rigidez no pescoço, confusão mental, sonolência, agitação, grande sensibilidade à luz, diarreia, manchas no corpo e, ainda, crises convulsivas e coma são alguns dos sintomas da doença. 
 
Devido à sua gravidade, alguns casos podem evoluir a um dano cerebral mais grave resultando em sequelas ou, até mesmo, à morte. É necessário estar atento aos sintomas e, se necessário, o médico deve ser procurado o mais rápido possível.
 
“A meningite é uma doença de alto risco para o paciente, por isso é importante a prevenção. Ela pode ser prevenida com medidas gerais, como acontece com outras infecções, mas a melhor forma de prevenção é a vacina”, explica Silvana de Barros Ricardo, Infectologista e Coordenadora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar da Rede Mater Dei de Saúde. 

Vacina para prevenção da meningite 

 

A vacina meningocócica B previne contra a meningite e infecções generalizadas (doenças meningocócicas) causadas pela bactéria meningococo do tipo B, e é recomendada para: 
 
  • Crianças e adolescentes, conforme orientação das sociedades brasileiras de Pediatria (SBP) e Imunizações (SBIm),
  • Adultos com até 50 anos, dependendo de risco epidemiológico;
  • Viajantes com destino às regiões onde há maior incidência da doença;
  • Pessoas de qualquer faixa etária que tenham doenças que aumentem o risco para a doença meningocócica. 
Já a vacina meningocócica conjugada quadrivalente previne contra a meningite e infecções generalizadas (doenças meningocócicas) causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y.
 
A Rede Mater Dei de Saúde disponibiliza a vacina meningocócicas B.  Para se vacinar, basta ir ao local entre 6h e 17h, de segunda a sexta, e das 7h às 12h, aos sábados. “Não é necessário agendamento prévio”, explica a médica patologista coordenadora do Mater Dei Vacina, Flávia Massote. O Laboratório da Rede está localizado na Av. Barbacena, 1067, Santo Agostinho. 
 


Publicidade