Publicidade

Estado de Minas CINEART 70 ANOS

7 décadas de cinema em Minas Gerais, 7 fatos que marcaram época.

Com foco em inovação, qualidade e tecnologia, a Rede Cineart completa 70 anos marcando a sua presença na história dos belorizontinos.


Rede Cineart Multiplex
Conteúdo patrocinado
Rede Cineart Multiplex
postado em 22/12/2017 18:28 / atualizado em 22/12/2017 19:12

Risadas soltas, lágrimas incontidas, beijos apaixonados, mãos entrelaçadas. Há muito tempo, as salas de cinema são palco de emoções para as pessoas nos mais diversos momentos, seja nos seus primeiros encontros, nos programas com a família, ou no fim das tardes de domingo, já se despedindo do final de semana. E o maior responsável por isso em Minas Gerais é o Grupo Cineart, que chega aos 70 anos colecionando realizações que permitiram aos mineiros conhecer e se apaixonar pela sétima arte. Confira aqui 7 razões que fizeram isso acontecer:

 1.      A abertura das primeiras salas

Muita gente se lembra com saudade dos cinemas de rua de BH. Abertos no início do século passado, eles marcaram época com suas salas amplas e luxuosas, suas poltronas confortáveis e os seus traços inspirados na arquitetura francesa. Foi ali que gerações de cinéfilos sentiram pela primeira vez a emoção do cinema. E foi o Cineart, então chamado de Cinemas e Teatros Minas Gerais S.A, quem inaugurou as primeiras e mais importantes salas de BH, a começar pelo Cine Theatro Brasil, hoje um dos mais belos símbolos da capital mineira.

2.      A popularização da 7ª arte

Com a abertura das primeiras salas, curtir um filme na telona tornou-se um dos programas mais esperados da semana. As pessoas vestiam as suas melhores roupas e faziam filas diante das bilheterias. E o Cineart popularizou esse hábito, espalhando o cinema pelos bairros da cidade. Nas décadas de 50 e 60, sua rede já contava com 42 salas. Convidar alguém para o Cine Palladium, Metrópole, Jacques, Odeon, Floresta ou para ver um filme à tôa no Pathê, como bem lembrou o Skank, já estava no coração dos belorizontinos.

3.     A modernização do cinema

Com o crescimento de BH e sua população, as pessoas passaram a buscar cada vez mais os shoppings pela maior segurança e praticidade. Mas se engana quem pensa que o fim das salas de rua representou uma perda para os cinéfilos. O Cineart revolucionou o cinema na capital mineira com a introdução do conceito de multiplex: complexos com mais salas e mais filmes, para que o cinema ficasse ainda mais perto do seu público. Agora, as pessoas tinham muito mais opções para se divertir. E os produtores, muito mais telas para exibir os seus filmes.
Rede Cineart completa 70 anos marcando a sua presença na história dos belorizontinos.(foto: Arquivo Cineart)
Rede Cineart completa 70 anos marcando a sua presença na história dos belorizontinos. (foto: Arquivo Cineart)

 4.     A implantação da tecnologia 3D

Preservando o conforto e inovando com sistemas de áudio e vídeo de alta definição, o Cineart Multiplex passou a oferecer uma experiência que ninguém havia vivenciado na cidade.  Com isso, a emoção do cinema ficou ainda maior. E com a inauguração da primeira sala 3D, ela literalmente saltou das telas. Implantada pelo Cineart já nos anos 2000, essa tecnologia hoje está presente em todos os seus cinemas, levando os expectadores a se sentir dentro do filme.

5.     As primeiras salas PREMIER e IMAX

Levando ao máximo a sua busca por qualidade de imagem e som, o Cineart inaugurou no Boulevard Shopping a primeira sala IMAX de Minas. Um cinema com tela gigante, preparado para oferecer uma experiência de imersão diferenciada em relação às salas tradicionais. Impossível assistir um filme ali sem ser impactado. 
O Cineart inaugurou no Boulevard Shopping a primeira sala IMAX de Minas.(foto: Arquivo Cineart)
O Cineart inaugurou no Boulevard Shopping a primeira sala IMAX de Minas. (foto: Arquivo Cineart)
Já no Cineart Ponteio, BH ganhou a sua primeira sala PREMIER, onde as pessoas podem se reclinar nas poltronas e saborear um vinho ou champagne, enquanto se divertem. É a união de dois hábitos dos belorizontinos: sair para o cinema e para jantar. Por que não no mesmo lugar?
No Cineart Ponteio, BH ganhou a sua primeira sala PREMIER.(foto: Arquivo Cineart)
No Cineart Ponteio, BH ganhou a sua primeira sala PREMIER. (foto: Arquivo Cineart)
 
6.     Revolução nas bombonieres

O cinema e a pipoca sempre fizeram um par perfeito. Mas quem disse que não caberiam novidades aí também? Além de investir nas salas, ampliando as opções de filmes, o Cineart investiu nas bombonieres, diversificando as opções de delícias: pipoca refil, pipocas gourmet com sabores especiais, pães de queijo, cookies, churros, sorvetes, milk shakes e, especialmente no Cineart Premier, um cardápio gourmet exclusivo. Definitivamente, ir ao cinema ficou muito mais gostoso.
 
Além de investir nas salas, o Cineart investiu nas bombonieres.(foto: Arquivo Cineart)
Além de investir nas salas, o Cineart investiu nas bombonieres. (foto: Arquivo Cineart)
 
7.     Cinema ao alcance de todos

Levar as pessoas ao cinema e formar novas gerações de cinéfilos sempre foram desejos do Cineart. E para isso, iniciativas não faltaram: promoções no preço dos ingressos como a Terça Irresistível, ou sessões por apenas R$3,00 na Quarta a 3. Parcerias com escolas e sessões gratuitas para entidades assistenciais como a Casa de Acolhida Padre Eustáquio. Novos projetos como o Cinear, para exibições ao livre, e como o Let´s Movie, o charmoso food truck do Cineart, que vai levar o melhor das bombonieres para festas, feiras e festivais.
o Let´s Movie, o charmoso food truck do Cineart.(foto: Arquivo Cineart)
o Let´s Movie, o charmoso food truck do Cineart. (foto: Arquivo Cineart)

E o que vem por aí?

Para 2018, a expectativa é de novas surpresas e atrações para os amantes do cinema. Com 12 cinemas, 70 salas e 70 anos de história, a maior rede exibidora de Minas está mais animada do que nunca para trazer ao público que há de melhor no mercado cinematográfico mundial. Afinal, nenhuma experiência se compara ao encantamento da telona numa sala escura. A vida precisa disso. A vida pede mais cinema.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade