Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas IDEOLOGIAS

Leitor faz apelo para a união de cristãos


26/10/2020 04:00

Gregório José
Belo Horizonte 

"Há algum tempo, é possível verificar que as ideologias estão entrando dentro dos templos religiosos, principalmente nas igrejas. Os velhos hábitos de frequentar igrejas, capelas e paróquias têm diminuído ano após ano, principalmente porque os fiéis já não são tão fiéis como no passado. As missas de domingo, aquelas que lotavam as igrejas e tinham sermões voltados para as famílias, bons costumes, lealdade aos pais e aos preceitos de Cristo, vêm dando lugar à ideologia política, aos pensamentos dos novos padres. Nada contra os novos ocuparem os espaços, mas grande parte desses novos estão mais conectados, usam celulares de última geração, não aceitam qualquer carro para circular e muitos têm páginas sociais. Andam de jeans, batinas (somente em celebrações, e não são todas) são peças raras nos guarda-roupas de grande parte. Tudo bem que temos que avançar no tempo, mas está indo rápido demais. Notamos que as igrejas tidas como evangélicas, onde bispos, pastores, ministros das palavras, em algumas, diáconos, salmistas e evangelistas, enfim, várias nomenclaturas para designar seu papel dentro daquela igreja, têm um objetivo, o de atrair novos seguidores e dizimistas, alguns até doadores maiores. O crescimento dos evangélicos no mundo e, principalmente, no Brasil e países de língua portuguesa, é fenomenal e se traduz na proliferação de um imenso número de ‘igrejas’ para reuniões e cultos, especialmente nas periferias das cidades. Nessas novas casas de oração ou salvação, o número de adesões é aparentemente maior do que em outras religiões, principalmente no catolicismo, segundo a Santa Madre Igreja Católica. Alguns irão esconjurar meu texto (e pensamento), mas é o que ocorre hoje mundo afora. Os conservadores precisam estar preparados para um novo totalitarismo que vai unir governos e corporações para punir quem discordar da ideologia adotada por eles. Defender a família, os direitos e a não exposição da sexualidade das crianças e adolescentes serão temas de perigo iminente. Essa cultura pós-cristã que estamos vivenciando, com esquerdistas queimando igrejas no Chile, 
filmando e se mostrando sem 
medo de punição, é uma dessas 
novas tendências que eu abomino, 
mas que, infelizmente, ocorrerão 
com maior incidência."

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade