Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

A fome não espera o amanhã


15/04/2021 04:00

Roberto Carvalho
Ex-vice-prefeito de BH 

É fato que o Brasil vive uma das maiores crises sanitária, política, institucional e jurídica de sua história, é fato que o país está desgovernado: não temos um plano econômico voltado para o desenvolvimento, geração de emprego e renda e sim a dilapidação de nossas riquezas e nosso patrimônio, reservas ambientais, direitos sociais e civis. Também é fato que não temos um governo comprometido com políticas públicas de proteção à vida, às pessoas – não há mais estoques reguladores de alimentos, garantia de renda mínima – e em meio a uma pandemia sem precedentes, a maioria da população, vítima de um presidente desumano, inconsequente, cruel, insano, tem que enfrentar a COVID e a fome. 

Tudo isso é fato, mas não podemos mais assistir a milhares de pessoas na mais extrema miséria sem fazer nada. 

A solidariedade é um sentimento inerente ao ser humano, é urgente nos organizarmos, é urgente darmos as mãos – sociedade civil, instituições religiosas ou não, empresários, ONGs, partidos, lideranças políticas, intelectuais, esportistas, artistas, instituições democráticas, governos estaduais e municipais, mídia, sindicatos, entidades de classe... Todos numa grande onda de compaixão na luta pela vida e que garanta o pão na mesa de cada um, pois a fome não espera o amanhã. 

Nossa guerra tem várias trincheiras: a fome, a vacinação, a vida, a democracia, a soberania, a liberdade e somente munidos de amor e fraternidade conseguiremos vencer o terror.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade