Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Atrair os imigrantespara o país


postado em 29/09/2019 04:00

João Marques da Fonseca
Presidente da Emdoc, consultoria especializada em mobilidade global, e bacharel em administração de empresas e ciências jurídicas

Um dos maiores gargalos do Brasil é a falta de planos de atratividade para os imigrantes. Nosso país perde demais quando não desenvolvemos estruturas que suportem bons projetos, pensando em fortalecer o lado profissional dos imigrantes e dos brasileiros que serão impactados com a mescla de outras culturas. Uma política concreta nesse sentido, focada em atrair e reter profissionais com regras migratórias claras e, principalmente, com segurança jurídica da revalidação de seus certificados, pode trazer inúmeros benefícios para o Brasil como um todo.

Diversos países pelo mundo desenvolvem iniciativas migratórias com o objetivo de recepcionar novos talentos. O objetivo é, por meio da troca de experiências, avançar tecnológica e culturalmente. Ao atrair pessoas altamente capa- citadas da maneira correta, com boas opções para se desenvolverem e se estabelecerem em nosso país, a economia como um todo agradece.

O Canadá é um ótimo exemplo de como é possível desenvolver uma política de qualidade. O país sempre estabeleceu uma proposta imigratória bem eficiente, mas sempre apresenta novidades. A revisão do plano 2019-2021, divulgado pelo governo canadense em outubro de 2018, planeja admitir até 350 mil novos imigrantes em 2021, uma meta maior que em 2020, ano que aguarda a entrada de 340 mil pessoas.

Além disso, em 2021, o Canadá quer aumentar em 10 mil o número de  admissões de estrangeiros. Desse total, 7.000 vagas serão destinadas aos fluxos de imigração econômica do processo Express Entry, método que convida alguns requerentes com boas qualificações e que cumprem as condições estabelecidas para residir no país.

Além do Canadá, podemos citar outros países de destaque, como a Austrália, Nova Zelândia, Alemanha, Japão e os Estados Unidos, entre outros. Já no Brasil, ainda não temos um plano com essa finalidade. Além disso, somos considerados um dos piores países do mundo no quesito revalidação, o que atrapalha qualquer projeto de atratividade para o desenvolvimento sustentável, prática esta exercida pelos 20 maiores países do mundo.

Para mudar este contexto, seria necessário, primeiramente, atuar para garantir a segurança jurídica para esses profissionais e, posteriormente, idealizar e executar bons projetos de atratividade.

Impulsionar, de forma planejada, a vinda de imigrantes, como o Canadá, poderia chamar a atenção de cérebros muito bem qualificados, que busquem, inclusive, um novo local para empreender. Hoje, existem diversas empresas brasileiras que foram fundadas por imigrantes, que geram milhares de empregos em nosso país e ajudam, há décadas, a movimentar a economia.

Precisamos atrair e reter talentos, reconhecendo as suas competências e qualificações. Quanto mais profissionais qualificados tivermos, melhor será a nossa capacidade de desenvolvimento.


Publicidade