Publicidade

Estado de Minas

Espaço do leitor


postado em 26/08/2019 04:00 / atualizado em 25/08/2019 16:24

JUNTOS
Apelo por união
dos brasileiros

Gege Angelini
Belo Horizonte

"Somos todos irmãos diante de Deus e vivemos sob o mesmo teto. O céu é nosso teto e único limite. Todas as nações e países de vasta extensão territorial têm problemas de regionalismos. Existem diferenças normais, não há como não tê-las. Solo, clima, vegetação, cultura, ações e reações, arte, entre outros componentes. Sempre foi e sempre será assim. Vejam Rússia, Austrália, China, México e até os EUA. Vamos, sim, nos unir em esperança por um Brasil melhor, mais digno, decente, honesto, verdadeira metrópole global verde, amarela e azul. De mãos dadas, com  diferenças que nos foram dadas pelo mesmo Deus que nos protege iremos conviver com extrema sabedoria. O Brasil é um só, os irmãos somos nós e unidos, mais que nunca. O presidente Bolsonaro, com seu jeito de falar e ser, direto e até um pouco rude, se vê constantemente ameaçado pela mídia opositora, que faz críticas ferozes a tudo que pode. Lança sempre ondas negativas sobre ele. Porém, suas ações são diretas e vêm criando resultados positivos. Caminhamos junto com os nortistas e nordestinos, na nova forma de governar, colhendo resultados talvez jamais esperados. Basta acreditar e dar crédito ao mandatário. Juntos chegaremos lá."
  

BRASIL
Assinante quer
novo regime

Mário A. Dente
São Paulo

"Os governos democratas compostos por elementos incompetentes e ladrões são criticados pela mídia e pela população. Existe foro privilegiado, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) indicados, não concursados, e todos presidentes mal falados e impunes, como Sarney, Collor, Dilma etc. A ditadura de 1964 a 1985 também é criticada, apesar de seus componentes terminarem seus mandatos com os mesmos bens que assumiram e ninguém enriquecer durante o mandato. Apesar de seu tamanho e população, o Brasil não progrediu, só produz agricultura e minerais, nenhum produto desenvolvido. O povo paga altíssimos impostos e não tem justo retorno em educação ou segurança. Nas eleições, eleitores enganados ficaram sem opção de votar em candidatos competentes e honestos. Sou favorável a governos dirigidos pelos militares. Como vemos no atual, são muito mais competentes que os políticos e seus familiares." 
 
CORRUPÇÃO
Ex-primeira-dama do Amazonas na cadeia

Júlio César Cardoso
Balneário Camboriú – SC

"O Brasil é de um escândalo interminável, que só denigre a imagem da nação. Como se pode combater a miséria dos desassistidos se o dinheiro do erário vai alimentar os políticos, esposas e familiares? Pois bem, Nejmi Aziz, ex-primeira-dama do Amazonas, esposa do senador Omar Aziz (PSD-AM), passou duas noites na prisão, investigada por corrupção passiva no desdobramento da Operação Vertex, que investiga o desvio de R$ 140 milhões do Sistema Único de Saúde do Amazonas, tendo como beneficiário o senador Omar Aziz, segundo reportagem. Por isso, fajutos políticos desfrutam de milionário patrimônio e vão para a política apenas para tirar vantagem da coisa pública. Trata-se de cambada de biltres, sanguessugas da nação. Se este país fosse sério e tivesse um Supremo Tribunal Federal (STF) não político e de ministros imparciais, elementos corruptos travestidos de políticos deveriam ser imediatamente presos e impedidos de voltar à vida política. Enquanto isso, não fosse a generosidade de profissionais da saúde, custeando suas próprias despesas, muitos brasileiros da floresta amazônica, desprezados pelo poder público e pelos políticos, que só aparecem para pedir votos em época de eleição, jamais teriam atendimento médico, como foi abordado pela imprensa, focalizando o hospital flutuante, o barco do projeto Doutores das Águas, que passa 20 dias percorrendo rios e igarapés da Amazônia para levar assistência a brasileiros esquecidos por políticos e governos, que só sabem surrupiar o erário."


Publicidade