Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Espaço do leitor


postado em 23/04/2019 05:06

DÉFICIT
Assinante sugere
investigação no INSS

Mário A. Dente
São Paulo

"Os funcionários do setor privado contribuem por dezenas de anos para um fundo de INSS e se aposentam ao fim do prazo. Quando morrem, o valor total da conta, centenas de milhares de reais, deveria ser creditado aos filhos ou parentes, que são os reais donos dos valores. Mas o INSS nunca faz isso e alega deficiência na sua conta. Sugiro à Polícia Federal e Procuradoria-Geral da República (PGR) investigar quem se apossou dos bilhões e os embolsou, para gerar o déficit."

ATLÉTICO-MG
Agora, só nos
resta o Brasileirão

José Dias Sobrinho
Serenata Timóteo – MG

“Os problemas do Galo são os atletas com idade avançada, como, por exemplo, Rever, Leonardo Silva, Ricardo Oliveira. Outros com rendimento pífio, como Fábio Santos e Elias. E a ausência de um camisa 10 que os outros times respeitem. Luan é bom jogador, mas não tem capacidade de liderar o time sem um camisa 10. E, por fim, alta rotatividade de treinador. A Série B tem muitos atletas para suprir essas lacunas. Só resta o Campeonato Brasileiro de 2019 para nós, já que a Libertadores, talvez, somente em 2020."

RECOMEÇO
Torcedor sugere
mudanças no Galo

Reginaldo Tassara
Betim – MG

"Para nós, atleticanos, 2019 está praticamente perdido. Perda injusta do Campeonato Mineiro, eliminação da Libertadores, poucas chances no Brasileiro e na Copa do Brasil. Mais um ano de seca, desde 2015. Hora de recomeço. O problema é a coragem da diretoria para 'recomeçar', o que exige medidas cruciais. Vítor e Leo Silva são heróis desgastados do título da Libertadores. As diretorias Nepomuceno e Sette Câmara nunca se preocuparam com isso, tanto que mantêm Leo sob contrato até hoje e não se vê falar em substituto para Vítor. Os próprios jogadores deveriam se preocupar com o desgaste de suas imagens, mas não é o que se vê. Na contramão de 2013, Vítor teve parcela de culpa considerável nas eliminações das Libertadores de 2014, para o Atlético Nacional Medellín; em 2016, para o São Paulo; e, em 2019, para o Cerro. Leo Silva não tem mais força física para encarar jogos decisivos. Não enxergar isso é irresponsabilidade. Elias parece vestir a camisa do Galo, porém erra muito, apesar dos gols contra o Cruzeiro. Fábio Santos, por absoluta incompetência da diretoria, continua sozinho, errando muito na esquerda, sem um substituto à altura. Para Ricardo Oliveira uma definição perfeita: 'o artilheiro de jogos que não decidem nada'. Outro que beira os 40 anos e continua enganando, fazendo seus golzinhos em horas inoportunas. E diretoria, parte da torcida e a mídia com a chatice e a vesguice de se referirem a ele como 'o artilheiro da temporada'. E pra culminar, liquidar de vez a ilusão com esse vaga-lume de pilha fraca que vive com a bunda apagada, que nunca nos levará a nada, Juan Cazares, preguiçoso, desinteressado, pipoqueiro, que nunca aprenderá a vestir a camisa alvinegra. Qualquer técnico que vier precisará de coragem e apoio para promover essas mudanças ou continuaremos na seca. E mais: Rogério Ceni não tem bagagem muito diferente de Rodrigo Santana, só que ganhará três ou quatro vezes mais que ele."


Publicidade