Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Espaço do leitor


postado em 26/03/2019 05:05

AUTOMÓVEL
Taxa de licenciamento aborrece assinante

Paulo Roberto Dangelo de Carvalho
São João del-Rei – MG

"Às vésperas de pagarmos R$ 102, condicionamos letargicamente incorporada às nossas obrigações fiscais. Desde que foi instituída essa taxa de aborrecimento, nunca apareceu um representante público, a nosso favor, para combater e acabar com esta excrescência gananciosa. A taxa é um absurdo, é exploração. Quando pagamos o IPVA e o seguro obrigatório, automaticamente nosso carro já se encontra licenciado para rodar. Como sempre foi, antes mesmo de essa lei ser sancionada pelo então governador Itamar Franco, em 28 de dezembro de 2001."  
 
LEI KANDIR
Os motivos para o país estar quebrado

Vander Possas
Contagem – MG

"Fechar as mineradoras ou dizer que o minério serve aos acionistas europeus e americanos é uma falácia, pois nossas indústrias consomem minério de ferro. Carros são feitos de aço. O estado está quebrado por causa da Lei Kandir? Não. O ex-governador cobrou pagamento da Lei Kandir, seu partido esteve no poder por 16 anos e não pagou. A máquina estatal é pesada e injusta. Sacrificam a saúde, a educação e a segurança. Privilegiam os poderes Legislativo, Judiciário e Executivo."

FUNÇÕES
Sugestão de órgão para fiscalizar os poderes

Mário A. Dente
São Paulo

"A função dos políticos e servidores públicos é atender às necessidades e aos interesses dos seus patrões, os pagadores de seus altíssimos ganhos e aposentadorias. Mas eles só tratam de defender os próprios interesses, em comissões de obras superfaturadas, pagas, mas nem sempre realizadas. Enquanto há 12 milhões de desempregados nas empresas privadas, apesar dos déficits públicos, ninguém foi demitido na máquina do Estado. As mídias noticiam medidas irracionais dos três poderes, porém não são punidos. Sugiro a criação de um órgão fiscalizador formado por cidadãos com diploma em economia, administração, tecnologia digital e indústria. Esse órgão teria o direito de pedir à Polícia Federal provas dos malfeitos das autoridades para demiti-las por justa causa, sem direito a indenização e aposentadoria."

GOVERNO
A esperança do povo não deve morrer

Jeovah Ferreira
Brasília

"A verdade deve ser dita, doa a quem doer. Uma verdade pode ser o sinal de alerta para que algo que está indo fora do prumo possa sofrer interferência para que se tenha bons resultados. Num regime democrático, ninguém precisa ter medo de apontar falhas de um governante. E cabe, sim, àqueles que escolheram esses governantes tecer críticas, desde que sejam com responsabilidade, sobre tudo o que não está correspondendo às expectativas. Podemos, sim, acreditar nos resultados das últimas pesquisas sobre o governo do nosso presidente Jair Bolsonaro. Minha afirmação baseia-se no fato de que, em visita a algumas cidades de duas regiões brasileiras, onde Jair Bolsonaro recebeu votação expressiva, o desencantamento com a atuação do governo já existe. Eu ouvi, não li. Eu vi, foi olho no olho. As pessoas acham que está havendo 'muito disse me disse' e faltando atitude. Estão querendo ver o pé no acelerador. Querem sentir que o condutor da máquina chamada Brasil realmente está apto a dirigí-la. Eu continuo esperançoso de que tudo vai dar certo, principalmente se a reforma da Previdência acontecer. Tomara que as intrigas entre os poderes Executivo e Legislativo não perdurem, para que unidos possam trabalhar e dar para nossa sociedade tão sofrida dias melhores. Eu não quero que a esperança do povo morra."

EM.COM.BR


• POLICIAIS CIVIS CONFUNDEM CARRO NO BELVEDERE E ATIRAM EM MOTORISTA

"O curso de formação de investigadores da Acadepol tem duração de quatro meses. É pouco tempo e os profissionais ficam totalmente despreparados. Na verdade, não deveria ter essa divisão de PM e Polícia Cívil, teria que ser igual nos EUA: todos os policiais começam trabalhando nas ruas uniformizados e depois, com a progressão na carreira, chegam ao cargo de investigador e inspetor. Aqui, no Brasil, o moleque de 18 anos presta concurso diretamente para investigador, faz um curso meia boca de quatro meses e já vai para uma delegacia. Brasil, piada pronta!"
Marden  Barros

"Que absurdo! Podia ter terminado em morte. Muita irresponsabilidade."
Márcia Figueiredo

"Inexperiência total . Deveriam ter seguido o carro e ter pedido apoio de viaturas caracterizadas."
Fernanda Dias

"Isso é o resultado de uma delegacia limitada, com policiais limitados, que se achando superpolíciais saem às ruas fazendo bobagem. Agora é trocar a equipe toda, inclusive a chefia dessa delegacia. Depois de meia dúzia de entrevistas na mídia por serviços meia boca, estão se achando os paladinos da lei."
Erik Hans Bauer

• BOLSONARO ESTIMULA CELEBRAÇÃO DO GOLPE MILITAR DE 64
"A data correta seria 1° de abril, pois foi na madrugada desse dia que o general Mourão Filho partiu com sua tropa de Juiz de Fora em direção ao Rio de Janeiro. Mas como no Brasil é "comemorado" nessa data o dia da mentira, resolveram, então, antecipar para 31 de março. Faz sentido..."
Sandra Martins



FACEBOOK

• DEPUTADOS PODEM TIRAR DE ZEMA PODER POR CAUSA DE REPASSES A PREFEITOS

"Tomara que dê certo".
Juliana Daniela Souza

'Corta as mordomias da Assembleia Legislativa que o projeto morre."
Luciano Soares


Publicidade