Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Desvendar a alma feminina

O conhecimento das deusas proporciona às mulheres um meio de conhecerem a si próprias


postado em 02/03/2019 05:10

 


 




O que fortalece e expande o universo da mulher é a sua autoconsciência sobre como funciona sua psique e, consequentemente, como se comporta, faz suas escolhas, toma suas decisões, vivencia a carreira e transita na sociedade.

Pode acreditar: através da compreensão dos arquétipos das deusas do Olimpo você pode se tornar consciente dos mistérios do seu inconsciente e decodificar seus desejos, aspirações, conflitos e angústias, distorções de comportamentos, e os insucessos em seus relacionamentos amorosos e sociais.

E eu não estou falando de mágica ou de jogo de adivinhações. Para que a mulher possa fazer escolhas mais conscientes, se posicionar de forma mais coerente com o seu desejo e obter dos seus relacionamentos e empreendimentos o resultado que lhe trará realização e mais felicidade, ela precisa ter mais conhecimento dos efeitos poderosos que os estereótipos culturais exercem sobre ela.

E não é só isso. Agora, ela precisa ter como aliadas, também, as forças poderosas que atuam em seu íntimo, e que influenciam, diretamente, no modo como pensam, sentem e agem. Essas forças estão personificadas nas deusas gregas Artemis, Atenas, Héstia, Hera, Demeter, Perséfone, Afrodite, cada qual com seu encantamento e posição no Olimpo.

Essa compreensão é tratada pela psiquiatra e analista junguiana Jean Shinoda Bolen através de muitos estudos e atendimentos às mulheres ao longo de décadas. Ela atribui à psicologia junguiana a sua própria tomada de consciência de que as mulheres são influenciadas por poderosas forças interiores, os arquétipos personificados pelas deusas gregas. E o conhecimento das deusas proporciona às mulheres um meio de conhecerem a si próprias, conhecer seus relacionamentos com os homens, outras mulheres, seus pais, namorados e filhos.

O que é realização para uma mulher pode não ter sentido para outra, dependendo de qual deusa esteja atuando em sua vida. E quando isso é constatado, a mulher precisa estar disposta a fazer novas escolhas e tomar novas decisões a partir deste novo olhar sobre a psicologia feminina.

Tais arquétipos são imagens que povoam o imaginário feminino há mais de três mil anos e a mulher contemporânea  está sob influência das deusas que podem lhe conceder seus dons e lhe trazer iluminação e radiância. Ao mesmo tempo, no entanto, podem também nos trazer suas fraquezas, sentimentos de raiva e vingança, impotência e dependência, comprometendo o nosso bem-estar e desempenho em várias áreas da vida.

O desafio está em compreender essa nova psicologia da mulher e tornar você mais consciente de qual deusa está governando sua vida, influenciando sua história e, ao mesmo tempo, tomar novas decisões sobre quais deusas você pode convidar para fazer parte de sua trajetória para lhe trazer mais plenitude e maiores realizações.

Como bem disse Leda Quinete Maas, outra especialista no assunto: "Que a mulher não permaneça dominada pelo arquétipo de uma única deusa, nem seja obrigada a vivenciar todas, mas descubra seu próprio mito, construa sua própria história e privilegie sua escolha interior". E, para isso, ela precisa decodificar sua psique e tornar-se mais autoconsciente, compreendendo seu verdadeiro eu.


Publicidade