Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Espaço do leitor


postado em 11/02/2019 05:04

Cartas à redação


OMISSÃO
Avó pede para que pensão
alimentícia seja aprovada

Mirtes Moulin
Belo Horizonte


"Sou Mirtes Moulin, 66 anos, professora aposentada da rede pública. E venho deixar explícita minha indignação sobre a pensão alimentícia de uma criança de 6 anos que está parada na Primeira Vara de Família do Fórum de Belo Horizonte. O divórcio da minha filha está sendo empurrado há dois anos, mas pensão de alimentos é um absurdo. Isso é omissão de representantes e executores da lei, a saber, o juiz. Já foram feitos vários apelos, pedidos, e o juiz marcou em dezembro a audiência para março de 2019. Senhor juiz, o senhor pode, sensatamente, avaliar a consequência disso na cabeça de uma mãe desempregada e uma avó que tenta ajudar com poucas possibilidades?"

TRÊS PODERES
O contribuinte é quem
paga os prejuízos

Mário A. Dente
São Paulo


"Apesar dos altíssimos impostos que pagamos, as contas dos três poderes são deficitárias porque gastam irracionalmente. Exemplo: 12 milhões dos contribuintes do INSS foram demitidos pelos patrões por queda no faturamento e não conseguem novos empregos. Apesar dos déficits nas contas, os poderes públicos não demitem ninguém, por que a maioria dos 'funcionários' são indicados por serem parentes, amigos, próprios ou de amigos, e não concursados. Como os prejuízos não cabem nos bolsos dos mandantes, a desgraça vai continuar."

RECONHECIMENTO
Homenagem aos
verdadeiros heróis

Kleber Pereira Gonçalves
Belo Horizonte


"Fui buscar o melhor significado para a palavra herói, que é usada inadequadamente para jogadores de futebol, participantes do execrável BBB, assim nominados por Pedro Bial e quejandos: 'Aquele que é condecorado por suas ações corajosas, pelo seu caráter magnânimo, por comportamentos altruístas'. Temos exemplos de heróis verdadeiros como todos os militares e civis que trabalham incansavelmente em Brumadinho, e heróis falsos como Neymar. Esse jogador sempre procura se superar na ostentação. Na última segunda-feira, ele promoveu uma festa de aniversário no luxuoso Pavillon Gabriel, em Paris, para cerca de mil convidados, que marcaram presença com trajes em vermelho, seguindo recomendação. Enquanto o jogador aparece ostentando joias caríssimas nas orelhas, no pescoço e nos braços, vestido de vermelho e usando um chapéu, nossos bombeiros, com roupas da mesma cor, com capacetes desprovidos de adereços, mas com a consciência cívica que falta ao jogador, rastejavam na lama de Brumadinho, sem receber o 13º. E, provavelmente, com o salário atrasado. Esses sim, deveriam ser valorizados. Essa é, na realidade, uma inversão de valores comum no Brasil."

INCONFORMADOS

Leitor comenta promessa
da eleição presidencial

Wandir Pinto Bandeira
Belo Horizonte


"Durante a campanha eleitoral, à medida que se consolidava a candidatura de Jair Bolsonaro foram inúmeros os pronunciamentos de políticos, atores, artistas, jornalistas, intelectuais e outros profissionais que, por livre e espontânea vontade, tornaram público o desejo de deixar o país caso esse candidato viesse a ser eleito presidente da República. Eleito e empossado, desde 1º de janeiro último, até agora, a exceção foi o ex- deputado federal Jean Wyllys, que renunciou ao mandato para o qual foi reeleito, e de fato deixou o país como amplamente noticiado. A verdade é que com Jair Bolsonaro na Presidência da República, contrariando o que pretendiam os militantes da chamada esquerda, devem ter concluído que é muito melhor continuar sendo brasileiro, ainda que ideologicamente contrariado, em sua pátria-mãe do que em qualquer outro país, por melhor que seja. Onde será sempre olhado como estrangeiro ou até como um imigrante indesejável. Esse talvez seja o melhor argumento para não ter acontecido o prometido 'êxodo' dos inconformados com a eleição de Jair Bolsonaro à Presidência da República."

EM.COM

Bancadas da Bíblia e da Bala ganham força na nova formação do Congresso
“O tempo do amor, da paciência e da tolerância acabaram.”
@niltonsalgado

“Muito triste essa torre de Babel. Somos de várias tribos diferentes, cada uma querendo resolver seus problemas de interesses próprios.”
Richardson Miranda

Desenvoltura de Mourão desperta a ira de evangélicos

“Igreja nenhuma pode se intrometer em governo!”
João Ribeiro Ribeiro

“Mourão só não pode querer fazer gracinha demais pra esquerda e se dar mal se bandeando pra onde não deve...”
Dourado Brasilis

FACEBOOK

Bancadas da Bíblia e da Bala ganham força na nova formação do Congresso

“É tiro, versículo e bomba!”
Gustavo Domingues

“E a bancada do povo? Ela existe?”
Fernando Abreu

”Como é bancada da Bíblia se eles não praticam o que a Bíblia ensina?”
 Agenor Martins Neto

“Fundamentalistas e armas: já vi essa combinação...
no Oriente Médio.”
Christian Costa

“Fazer algo de bom pra população, nada. Apenas sugando o dinheiro do povão...”
Lucio Batista


Publicidade